Depois da morte de Kurt Cobain, Courtney Love disse: ‘Ele se sentiria culpado se ficarmos de luto”

Love contou como lidou com a tristeza de perder o marido e os sentimentos que o levaram ao suicídio

Redação Publicado em 21/01/2020, às 13h39

None
Kurt Cobain e Courtney Love (Foto: 1203494Globe Photos / MediaPunch / MediaPunch / IPx)

Na primeira entrevista após a morte de Kurt Cobain, Courtney Love  disse à Rolling Stone EUA que nem ela ou os fãs do Nirvana deveriam ficar de luto pelo suicídio do marido.

“Eu conseguia falar mais com o Kurt, mas agora ele realmente se foi,” disse Love. “Eu pensava que ele se sentiria culpado se ficarmos de luto. E a melhor coisa a se fazer era rezar por ele e mandar alegria, para que Kurt pudesse sentir a vibração dessa alegria.”

+++LEIA MAIS: Dave Grohl ainda se arrepende de piada de mal gosto feita pelo Nirvana

Mas, nos meses seguintes ao suicídio de Cobain, a cantora disse que pode sentir que os traços da existência dele se esvaíram: “ Agora eu sei que ele se dissipou e se foi. Não restou mais nada. Nem para se comunicar.”

Tempos depois, Love retornou a agenda de shows, e contou que a memória de Cobain ainda a assombrava no palco: “Quando os holofotes ficam azuis e tem dois deles na minha frente, frequentemente eles simbolizam os olhos do Kurt para mim. Isso acontece muito,” disse ela à revista.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL