Depois de Thandie Newton, atriz Nia Long revela racismo em As Panteras: ‘Código para dizer que sou negra demais’

Atrizes foram sondadas para o mesmo papel no filme

Redação Publicado em 17/07/2020, às 12h24

None
Nia Long (Foto: Greg Campbell/Getty Images for AppleTV+) e pôster de As Panteras (Foto: Divulgação)

Nia Long, atriz de Um Maluco no Pedaço, desabafou sobre o preconceito sofrido durante testes para o filme As Panteras (2000). Recentemente, Thandie Newton revelou que recusou um papel na produção após comentários machistas e racistas do diretor. Ambas atrizes foram sondadas para o papel de Alex Munday, interpretado por Lucy Liu.
 
A produção do filme não selecionou Nia por ser “velha e sofisticada demais” para contracenar com Drew Barrymore, quatro anos mais jovem. Apesar disso, Lucy foi escolhida para o papel - mesmo com seis anos de diferença de Drew. “Acho que era apenas um código para dizer que sou negra demais. Pessoalmente, acredito nisso”, contou a atriz em entrevista ao Insider. “Se você prestar atenção, não tinha pessoas negras [no elenco]”. 

+++ LEIA MAIS: 10 filmes que completam 20 anos em 2020: Psicopata Americano, As Panteras e mais

Em entrevista à Vulture,Newton expôs a visão sexista e racista do diretor McG em conversa sobre o papel. A ideia era começar o filme com um close no bumbum da atriz. “O espectador vai achar que são linhas na estrada, mas daí vamos afastar a câmera e perceber que é a costura do jeans, porque está tão apertado em você que parece asfalto". 
 
A produtora do filme também orientou Newton a ser mais sexy. "Basicamente, ela descreveu esses estereótipos de como ser uma personagem negra mais convincente", continuou a atriz. "Não fiz o filme. Não queria ser objetificada".


+++ 15 HISTÓRIAS INACREDITÁVEIS (E REAIS) DE OZZY OSBOURNE