Depois de duas temporadas, Sense8 é cancelada pela Netflix

Série das irmãs Lilly e Lana Wachowski (de Matrix) teve 23 episódios e passou por 13 países

Redação Publicado em 01/06/2017, às 18h37 - Atualizado às 18h45

Foto da segunda temporada da série Sense8, da Netflix
Reprodução

A série Sense8 foi cancelada pela Netflix nesta quinta-feira, 1º, depois de duas temporadas, sendo que a última delas estreou no começo do último mês de maio. As informações são do site norte-americano Deadline.

“Depois de 23 episódios, 16 cidades e 13 países, a história do grupo de Sense8 está chegando ao fim”, disse a vice-presidente de conteúdo original da Netflix, Cindy Holland. “A série é tudo o que nós e os fãs sonhamos: arrojada, emocional, estonteante, brutal e totalmente inesquecível. Nunca houve uma série mais verdadeiramente global e com diversidade real, além de um elenco internacional, que é reflexo da comunidade de fãs conectados e apaixonados ao redor do mundo.”

LEIA TAMBÉM

[Vídeo] Naveen Andrews: “Sense8 é sobre sexualidade”

Sense8 retorna com mais emoção, algumas respostas e uma conexão especial com o Brasil

Intérprete de Capheus, Aml Ameen foi substituído em Sense8

As duas únicas temporadas Sense8 foram criadas e desenvolvidas pelas irmãs Lilly e Lana Wachowski (de Matrix) juntas. Contudo, após anunciar, em março do ano passado, que era uma mulher transgênero, Lily deixou a produção para focar na vida pessoal. Ainda assim, Lana já estava trabalhando nos roteiros da terceira temporada, esperada para 2019.

Além disso, a complexidade da série não consiste apenas no enredo — que conta a história de oito desconhecidos ao redor do mundo que estão profundamente conectados. “Sense8 é um projeto muito caro, por causa de todas as viagens. Gravamos em 16 cidades diferentes. Cada episódio tem um custo médio de 9 milhões, cerca de duas vezes o valor em relação à primeira temporada”, disse recentemente o produtor Roberto Malerba.

Sense8 estreou em 2015, teve um episódio especial de Natal em 2016 e chegou à segunda temporada em 2017. A série, inclusive, veio ao Brasil e gravou cenas na gigantesca Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, em maio do ano passado, em plena Avenida Paulista, diante de cerca de 1 milhão de pessoas.