Derrick Green não quer saber de reunião com Max Cavalera no Sepultura: ‘É difícil para as pessoas seguirem em frente’

O vocalista norte-americano entrou para a banda brasileira de heavy metal em 1998

Redação Publicado em 03/02/2020, às 11h01

None
(Foto: AP Images / Leo Correa)

Durante um bate-papo com o podcast Scars And Guitars, o atual vocalista do Sepultura, Derrick Green, falou sobre os boatos de que Max Cavalera retornaria para a banda de heavy metal.

"É difícil para as pessoas seguirem em frente", afirmou Green. "Mudanças, em geral, são difíceis para certas pessoas; por medo do desconhecido, do inesperado. Pode ser difícil, mas tudo bem."

+++ LEIA MAIS: Cazuza, Sepultura e mais: 7 produções sobre a história de músicos brasileiros [LISTA]

"Não é onde estamos musicalmente", ele continuou. "Graças a Deus, fomos capazes de avançar, e não apenas confiar no passado. É natural que certas pessoas estacionem no que era conhecido anteriormente. Talvez, elas queiram manter as coisas assim. Mas eu sou um artista e, para mim, o mais importante é explorar e evoluir. A mudança é realmente necessária. É o que acontece durante a nossa vida, então eu aceito e vivo o momento presente. Não me preocupo muito com as pessoas que ficaram presas no passado, mas não quero fazer parte disso."

Na mesma entrevista, o baixista Paulo Jr. também teceu comentários sobre a reunião do Sepultura com Cavalera: "Não sei sobre o futuro, mas não quero forçar uma situação que não existe mais. Se um dia chegarmos a um acordo, será naturalmente. Até agora, isso não aconteceu."

+++ LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Com homenagem a Andre Matos, Sepultura mostra música nova e celebra heavy metal

"Mas eu realmente não me importo mais com isso - foi há 20 anos. E eu apenas continuo. Você não pode fazer todo mundo feliz neste mundo. A melhor coisa que você pode fazer é aprender com seus erros, continuar andando e tentar fazer melhor no futuro", ele concluiu.

 


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL