Despedida de Dark: vídeo emotivo mostra adeus da série da Netflix de ficção científica que fritou nossos miolos

Bastante emocionados, atores e criadores se despediram do seriado e dos personagens

Redação Publicado em 15/07/2020, às 09h58

None
Jonas em Dark (Foto: Divulgação / Netflix)

Na última terça, 14, a Netflix liberou um vídeo bastante emocionante de Dark, série original da plataforma, no qual os atores e criadores da produção, que acabou no dia 27 de junho deste ano, se despedem dos personagens e da ficção científica responsável por fritar nossos miolos.

O vídeo tem quase cinco minutos e já começa com um depoimento de Louis Hofmann (Jonas Kahnwald). "Querido Jonas, foi uma grande honra usar sua icônica capa amarela", disse o ator. "E espero que você esteja bem, onde quer que esteja. Espero que esteja satisfeito com o final da história".

+++LEIA MAIS: Dark mostra testes de elenco - e inclui Adam irreconhecível sem maquiagem

Andreas Pietschmann e Dietrich Hollinderbäumer, intérpretes do Jonas adulto e idoso, respectivamente, falaram sobre a experiência em Dark e também sobre Jonas - e Adam.

Depois de Pietschmann foi a vez de Lisa Vicari (Martha Nielsen) falar. "Bem... adeus, Martha. É isso. Chorei muito na festa de despedida e até durante as gravações", disse a atriz. "Não quero chorar de novo, mas... está na cara o quanto a série é importante pra mim e estou muito feliz por ter feito parte dela". Ela ainda adicionou: "Para mim, os personagens continuarão vivos, assim como Winden.

+++LEIA MAIS: As 3 melhores estreias da semana no Amazon Prime Video

Baran bo Odar e Jantje Friese, criadores de Dark, também falaram da série e agradeceram aos fãs por serem "maravihosos". Além disso, Moritz Jahn (Magnus Nielsen), Karoline Eichhorn (Charlotte Doppler), Maja Schöne (Hannah Kahnwald), Gina Stiebitz (Franziska Doppler), Lea van Acken (Silja), Mark Waschke (Noah) e Paul Lux (Bartosz) deram os depoimentos deles sobre o programa e os personagens.

Assista ao vídeo abaixo.


+++ 15 HISTÓRIAS INACREDITÁVEIS (E REAIS) DE OZZY OSBOURNE