Dia do Rock - 10 grandes parcerias ao vivo

De Kurt Cobain & Courtney Love ao Big 4, de Raul Seixas & Marcelo Nova a Eric Clapton & Buddy Guy: dez parcerias históricas - ou curiosas - que você precisa ouvir neste 13 de julho

Da redação Publicado em 13/07/2011, às 11h15

10º - Iggy Pop e Lenny Kravitz - "Rebel Rebel"

"Rebel Rebel" é o maior hit de Diamond Dogs (1974) e um dos principais sucessos da extensa carreira de David Bowie. Pouco tempo antes de lançá-lo, bem no início da década de 1970, o Camaleão do Rock apadrinhou Iggy Pop e produziu o disco Raw Power, de 1973, não só um marco na carreira do Stooges, como na história do punk. Aqui, Pop reverencia o antigo amigo ao lado de Lenny Kravitz , em 1998, no VH1 Fashion Awards.

9º - Raul Seixas e Marcelo Nova - "Carpinteiro do Universo"

Raul Seixas já dava sinais de que sua saúde estava debilitada, mas a parceria era de extrema importância: ao lado de Marcelo Nova, o grande precursor do rock no Brasil realizou 50 shows para divulgar o então inédito disco, que acabou sendo lançado à época da morte de Raul, no dia 21 de agosto. Abaixo, a dupla motra "Carpinteiro do Diabo" no ainda novo Domingão do Faustão.

8º - Placebo e David Bowie - "Without You I'm Nothing"

Quando Without You I'm Nothing, segundo disco do Placebo, foi lançado em 1998, uma série de artistas elogiava Brian Molko e Cia. Um deles foi David Bowie, que depois de ter sido apontado como uma forte influência para o trio, acabou convidando a banda para abrir alguns de seus shows. Durante uma apresentação deles em Nova York, Bowie subiu ao palco para essa eternizar essa versão, ainda melhor que a de estúdio.

7º - Kurt Cobain e Courtney Love - "Closing Time" (ou "Drunk in Rio")

Essa é uma das poucas faixas feitas em parceria por Kurt e Courtney. "Closing Time" foi gravada no Rio de Janeiro, quando o Nirvana estava no Brasil para o que seria um dos piores shows de sua carreira, no Hollywood Rock de 1993. Patty Schemel, então integrante do Hole, a banda de Courtney, gravou a bateria. A faixa nunca ganhou uma versão de estúdio oficial (todos tocaram juntos, como se fosse ao vivo) e é também chamada de "Drunk in Rio" pelo fato de que os três estavam bêbados (ou sob o efeito de outras substâncias) no estúdio.

6º - Metallica, Slayer, Megadeth e Anthrax - "Am I Evil?"

Pesado é pouco: as quatro maiores bandas de metal do mundo encerram os shows da turnê Big 4 juntas no palco, tocando "Am I Evil?". Neste vídeo, a faixa, originalmente gravada pelo Diamond Head (e regravada pelo Metallica no relançamento especial do disco Kill 'Em All, em 1988) é tocada com a presença do brasileiro Andreas Kisser. O guitarrista do Sepultura substitui Scott Ian, do Anthrax, que acaba de ser pai.

5º - Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa - "Eu Sou Terrível"

"Eu Sou Terrível" não só é uma das maiores parcerias de composição do Rei e do Tremendão, como também marcou o "retorno" da dupla. Erasmo e Roberto brigaram nos anos 60, na época da Jovem Guarda, e pararam de compor juntos. Depois de algum tempo, retornaram com "Eu Sou Terrível", que serviu de trilha para o filme homônimo de Roberto, de 1967. O vídeo abaixo tem os dois na companhia de Wanderléa, a eterna Ternurinha, num dos shows de comemoração dos 50 anos de carreira de Roberto, completados em 2009.

4º - Eric Clapton e Buddy Guy - "Hoochie Coochie Man"

O clássico imortalizado na voz de Muddy Waters, em 1954, é uma das canções mais importantes do rock. Eric Clapton e Buddy Guy fizeram, obviamente, jus ao clássico em parceria registrada no The Concert for New York City, em 20 de outubro de 2001. O evento beneficente foi organizado por Paul McCartney em apoio às vítimas do 11 de setembro.

3º - Pearl Jam e Neil Young - "Rockin' in the Free World"

A música foi lançada originalmente em 1989, no disco Freedom, de Young, e está na posição 214 no ranking das 500 Maiores Músicas de Todos os Tempos da Rolling Stone. Mas talvez nem todos os jovens apaixonados pelo Pearl Jam, no auge do grunge, a conhecessem quando Young tocou a faixa com a banda no MTV Music Awards, em 1993. Eddie Vedder, hoje também mestre no ukulele, vem ao Brasil com o grupo para shows em novembro - assim como Neil Young, que está confirmado no Fórum de Sustentabilidade do SWU. Será?

2º - Gilberto Gil e Os Mutantes - "Domingo no Parque"

Apresentada no III Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, em 1967, a música ficou com o segundo lugar na premiação ("Ponteio", com Edu Lobo, Marília Medalha e Quarteto Novo foi o primeiro), mas "Domingo no Parque" se tornou um marco na música - e no rock - brasileiros.

1º - Janis Joplin, Rick Danko, Jerry Garcia e Bob Weir - "Ain't No More Cane"

Um dos momentos mais bonitos do documentário Festival Express. O filme mostra a produção do festival itinerante realizado em 1970, no Canadá. Os músicos viajavam todos juntos, de trem, parando em cidades do país. Nesse trecho, Janis Joplin, Rick Danko (The Band), Jerry Garcia, Bob Weir (ambos do Grateful Dead) e vários amigos cantam (a versão mais chapada já registrada de) "Ain't No More Cane".