Dilma disponibiliza R$ 1,2 bilhão para investimento no mercado audiovisual

Programa Brasil de Todas as Telas contribuirá para a realização de obras cinematográficas

Redação Publicado em 02/07/2014, às 19h23 - Atualizado às 19h55

Dilma Rousseff
Eraldo Peres/AP

A presidente Dilma Rousseff tem planos para incentivar o audiovisual no Brasil e colocar o país entre os cinco maiores produtores audiovisuais do mundo. Segundo a Agência Brasília, com o lançamento do programa Brasil de Todas as Telas nesta terça-feira, 1, R$ 1,2 bilhão será disponibilizado para a realização de obras cinematográficas nacionais, a capacitação profissional e a construção de novas salas de cinema.

Dilma é a segunda mãe mais poderosa do mundo, segundo a revista Forbes.

"Nós estamos lançando um projeto grande, de tamanho compatível com a criatividade dos nossos produtores audiovisuais", disse Dilma. "Com este novo cenário, vamos transformar o Brasil num grande polo de produção audiovisual."

Relembre o divertido vídeo "System Of A Dilma".

"O governo federal está lançando uma nova política como incentivo à produção audiovisual, seja para filme, seja para a televisão, que vai desde ter mais recursos até a desburocratização do acesso a esses recursos, o que ocorrerá em parceria com os governos locais", complementou o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz.

Se tudo ocorrer de acordo com o planejado, 300 longas e 400 obras para TV serão realizados. De acordo com o veículo, a meta ainda incluiu desenvolver 450 projetos para cinema e televisão, abrir 54 núcleos de criação no Brasil e oferecer 5 mil bolsas de capacitação.