Dilma Rousseff comemora 65 anos

Sucessora de Lula e ex-ministra-chefe da Casa Civil, a mineira foi eleita em 2010

Redação Publicado em 14/12/2012, às 15h45 - Atualizado em 15/12/2012, às 11h27

Dilma Rousseff
AP

A presidente do Brasil comemora 65 anos nesta sexta, 14, durante uma viagem oficial à Rússia, com muitos motivos para comemorar.

Relembre a Entrevista RS feita com Dilma Rousseff antes da eleição de 2010.

Embora o seu partido, o PT, se mantenha ameaçado, a chefe de Estado tem escapado ilesa. Prova disso é a pesquisa divulgada pelo Ibope, nesta sexta, 14, informando que 62%, entre os brasileiros entrevistados, classifica a gestão da mineira entre “bom” e “ótimo”.

Nascida em Belo Horizonte, Minas Gerais, filha de um imigrante búlgaro com uma brasileira, Dilma interessou-se pela vida política desde cedo. Ainda no colégio, já integrava o movimento estudantil. Em 1970, foi presa e torturada por militares.

Dilma Rousseff é capa da revista norte-americana Forbes.

Dilma filiou-se ao Partido dos Trabalhadores em 2001, justamente no ano em que assumiu a Secretaria de Energia, Minas e Comunicações do Rio Grande do Sul. De 2003 a 2005, ela foi Ministra de Minas e Energia do país. Depois, assumiu por quatro anos o papel de Ministra da Casa Civil.

Na disputa pela presidência, Dilma enfrentou José Serra, do PSDB, no segundo turno, e o venceu com 56,6% dos votos. Tornou-se, assim, a primeira mulher a assumir a presidência do país.

Dilma é a segunda mãe mais poderosa do mundo, segundo a revista Forbes.

Em 2009, a presidente passou por tratamento contra um linfoma (câncer no sistema linfático), entre abril e setembro daquele ano.