Pulse

Diretor de O Quinto Elemento nega acusação de abuso sexual, mas assume ter cometido erros no passado

O francês Luc Besson foi acusado de drogar e estuprar a atriz belga-holandesa Sand Van Roy em 2018

Redação Publicado em 09/10/2019, às 10h21

None
Luc Besson (AP Photo/Pavel Golovkin/File)

Luc Besson - o homem por trás de filmes como O Profissional (1994), O Quinto Elemento (1997) e Lucy (2014) - negou ter drogado e estuprado a atriz Sand Van Roy, mas assumiu erros do passado.

Segundo o portal NME, uma investigação de abuso sexual contra o cineasta francês foi reaberta na última semana, oito após a desistência do caso por parte dos promotores de justiça.

Em maio de 2018, depois de passar uma noite com Besson em Paris, Van Roy relatou à polícia que foi estuprada pelo diretor de 60 anos. Dois meses depois, ela afirmou que foram quatro abusos sexuais em dois anos, período no qual os dois mantinham um "relacionamento controlador".

+++ Leia mais: Joaquin Phoenix vai em cinema escondido e solta risada maligna do Coringa após filme

"O caso é uma mentira de A a Z. Eu não estuprei essa mulher, nunca estuprei uma mulher na minha vida", disse Besson à imprensa francesa. No entanto, ele admitiu ter se envolvido romanticamente com a atriz, a quem descreve como "fantasista".

Além disso, ele admitiu ter cometido "alguns erros" no passado: "Traí minha esposa e meus filhos. Não aconteceu apenas uma vez. Foram várias vezes durante os nossos 20 anos de casamento."

"Nunca levantei a mão para uma mulher, nunca ameacei uma mulher… Nunca a droguei como foi dito. Isso é mentira", ele completou.

Embora as acusações de abuso sexual tenham sido negadas pelo cineasta, Van Roy é uma das nove mulheres que prestaram denúncia contra ele.