Diretor de O Sexto Sentido julga a qualidade dos filmes a partir das idas do público ao banheiro

M. Night Shyamalan é bem criterioso quando o assunto é prender a atenção dos espectadores

Redação Publicado em 10/01/2020, às 17h13

None
M. Night Shyamalan (Foto: Reprodução)

Como os filmes de M. Night Shyamalan são thrillers tensos, com muitas reviravoltas, o cineasta quer manter a atenção do público. E, para ele, a melhor maneira de julgar se a produção é bem-sucedida nessa tarefa é contando quantas pessoas vão ao banheiro enquanto assistem ao filme.

Recentemente, o diretor explicou como usa essa análise no trabalho dele: "Então, você exibe o primeiro recorte do filme, e é muito longo. Tem tudo nele. O ritmo não está correto. E cerca de 50 pessoas vão ao banheiro durante a exibição do filme. Eles vão se levantar e sair em algum momento do filme. E enquanto você faz o filme e continua fazendo, 30 pessoas vão ao banheiro. E da próxima vez são 20 pessoas, depois 10 pessoas e 4 pessoas."

+++LEIA MAIS: You: 6 razões para assistir a segunda - e conturbada - temporada [LISTA]

Ele continuou: "E, então o último corte do filme, quando está pronto para sair, são 2 pessoas e eles estão correndo e assistindo a tela para trás enquanto vão ao banheiro. E o que é realmente interessante é que você para de pensar em si mesmo quando está completamente conectado ao filme. E, como as 500 pessoas que assistem esquecem que precisavam ir ao banheiro."

De fato, o pensamento do cineasta faz sentido - os filmes que capturam completamente a atenção faz com que o público segure a bexiga cheia. E, como tal, M. Night Shyamalan se atenta em quantas pessoas usam o banheiro nas sessões teste dos longas dele.

+++LEIA MAIS: M. Night Shyamalan recusou dirigir filmes da Marvel e da DC

Se bem-sucedidos, os filmes manterão o público colado na tela. Tanto é assim que uma ida ao banheiro tem o potencial de arruinar a experiência completa. 

O cineasta fez muitos filmes amados como O Sexto Sentido e Sinais. Atualmente, dirige Servant, série exclusiva da Apple TV +.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'