Diretor de Star Wars explica 'saída traumática' da saga

As diferenças criativas de Colin Trevorrow levaram a Lucasfilm a demiti-lo

Redação Publicado em 27/07/2020, às 17h29

None
Poster Clássico de Star Wars (Foto: Reprodução)

Depois do lançamento deStar Wars: A Ascensão Skywalker, vários fãs reclamaram que a produção teve uma conclusão confusa perto do império construído pela saga nos últimos 42 anos. 

+++ LEIA MAIS: Animação mostra a versão ‘original’ de Star Wars: A Ascensão Skywalker de Colin Trevorrow - e parece incrível

Durante esse período, Colin Trevorrow (Jurassic World) foi contratado para dirigir o terceiro e último filme da trilogia. As diferenças criativas, contudo, levaram a Lucasfilm a demiti-lo do projeto e, então, J. J. Abrams foi convidado para completar a trilogia que ele iniciou em 2015 com Star Wars: O Despertar da Força.  

Ainda assim, o resultado não atendeu às expectativas. Colin Trevorrow, segundo informações do Collider (via Cheat Sheet), refletiu sobre a saída brusca da saga. 

+++LEIA MAIS: Como J.J. Abrams repetiu os próprios clichês e arruinou Star Wars [ANÁLISE]

"Acho que a lição é: tive muita sorte nos filmes que dirigi, o caminho que eu queria seguir e o caminho que todos os envolvidos queriam seguir. É totalmente possível que duas pessoas vejam dois caminhos totalmente diferentes para a mesma floresta. Essa foi apenas uma experiência que, obviamente, você pode imaginar, pode chegar a ser traumática quando há algo com o qual você se preocupa muito e investiu muito nisso.

Mas essa é uma das coisas que você aceita, especialmente quando se torna um contador de histórias, que haverá desgostos. Haverá decepções esmagadoras e, em seguida, haverá vitórias e espero que elas se equilibrem no final". 

Veja aqui 4 fatos totalmente sem sentido sobre Obi-Wan.


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS