Diretora de Mulher-Maravilha, Patty Jenkins quase recusou projeto devido ao salário injusto

Filme chega aos cinemas nesta semana

Redação Publicado em 22/12/2020, às 17h10

None
Gal Gadot como Mulher-Maravilha (Foto: Divulgação /Warner)

Em entrevista ao podcast Happy Sad Confused, via ScreenRantPatty Jenkins, diretora de Mulher-Maravilha, revelou como quase não voltou para a sequência devido ao salário.

Como o filme da heroína teve sucesso nos cinemas e foi considerado um dos longas mais bem recebidos do Universo da DC, a cineasta queria um cachê justo e adequado.

+++ LEIA MAIS: A Era das Heroínas: como é o cenário atual das protagonistas e diretoras dos filmes de ação?

“Comecei a me afastar. Eu estava indo embora. Eu até disse que ficaria feliz em ir para outro estúdio e ganhar um quarto a mais, porque não é uma sequência, em princípio, sem problemas", ela falou.

A diretora continuou: "É interessante para alguém que nunca teve nenhum lucro na minha carreira até a Mulher Maravilha, que eu sempre estive em paz com isso. Eu estava tipo, 'Ei, entendi'".

+++ LEIA MAIS: Mulher-Maravilha 1984: 5 descobertas e easter eggs mostrados no novo trailer [LISTA]

Jenkins completou: "Mas agora eu estava tipo, 'Ouça, nunca ganhei dinheiro na minha carreira porque você sempre teve a vantagem e eu não', mas agora o sapato está no outro pé então é hora de virar o jogo”.

Mulher-Maravilha 1984 será lançado nos cinemas e no HBO Max em 24 de dezembro.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

+++ CYNTHIA LUZ: 'A GENTE PRECISA OUVIR A VOZ DAS PESSOAS' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL