Diretora de Selma recusa proposta de comandar Pantera Negra

Ava DuVernay citou divergência de ideias para justificar negativa ao convite do longa sobre super-herói da Marvel

Redação Publicado em 04/07/2015, às 16h31 - Atualizado às 16h37

Ava DuVernay, diretora de Selma
Reprodução/Facebook

A diretora do filme Selma – Uma Luta pela Igualdade - indicado ao Oscar de Melhor Filme este ano -, Ava DuVernay, recusou a proposta para dirigir o longa sobre o super-herói da Marvel Pantera Negra. Segundo ela, a decisão ocorreu devido a divergências de ideias.

Conheça a história da diretora de Selma.

Ava deu fim aos rumores de que ela comandaria o filme em entrevista ao Essence, na qual ela comentou: “Não vou assinar para dirigir Pantera Negra”. “Acho que vou apenas dizer que tivemos ideias diferentes de como a história deveria ser.”

“A Marvel tem uma maneira específica de fazer as coisas e eu os considero fantásticos - um monte de gente ama o que eles fazem”, acrescentou a cineasta norte-americana de 42 anos. “Também amei o fato de que eles me procuraram.”

Galeria: Os dez piores filmes de super-heróis da última década.

O filme sobre o Pantera Negra tem estreia prevista para novembro de 2017, e o ator Chadwick Boseman - com quem Ava já havia até se encontrado - dará vida ao super-herói. “Amei conhecer Chadwick e os roteiristas e todos os executivos da Marvel”, disse a diretora, ressaltando que não houve desentendimento e que já estava negociando o trabalho há meses.

“No fim das contas, é uma questão de história e perspectiva”, continuou. “E nós não estávamos alinhados. Melhor para mim perceber isso agora do que se queixar de diferenças criativas depois. Amo o personagem de Pantera Negra, a nação de Wakanda e tudo que isso poderia gerar visualmente. Desejo o melhor a eles e serei a primeira da fila a ver o filme.”