Diretora fala sobre o polêmico clipe de Rihanna

Melina Matsoukas defende o vídeo de "S&M" e diz que imagens acompanham a própria música, cujo título faz referência ao sadomasoquismo

Da redação Publicado em 04/02/2011, às 16h42

"Quando você faz algo que é provocativo, geralmente gera repercussão", diz diretora do mais recente clipe de Rihanna, "S&M"
Reprodução/Vídeo

Melina Matsoukas, diretora do controverso clipe de "S&M", da cantora Rihanna, conversou com a MTV norte-americana sobre o trabalho que obteve críticas ao redor do globo por cenas que remetem ao sadomasoquismo.

"A música se chama 'S&M'!", disse ela, aos risos, sobre a referência ao sadomasoquismo contida no título da faixa. "Então, acho que as imagens acompanham o que é a própria canção. Não mudaria as imagens para uma música tão forte como essa. Faz sentido desenvolvê-la. Quando você faz algo que é provocativo, geralmente gera repercussão. Está fazendo efeito e as pessoas estão falando sobre isso. Então, para mim, está sendo bem-sucedido."

O clipe, bastante colorido, conta com cenas sensuais nas quais a cantora aparece em poses provocativas - em certo momento ela até surge na tela com braços e pernas amarrados. Tais imagens levaram o registro a ser banido em 11 países; defensores do vídeo, no entanto, dizem não ver motivos para a proibição, já que não há imagens de nudez explícita. O YouTube, por sua vez, pode tomar medidas para fazer com que os usuários confirmem que têm mais de 18 anos para assisti-lo. "S&M" integra a tracklist do álbum Loud, o mais recente lançado por Rihanna.

Assista ao vídeo abaixo: