Disco Blood On The Tracks, de Bob Dylan, tem prensagem rara encontrada

Edição do clássico álbum com faixas gravadas em Nova York é uma das cinco cópias existentes no mundo

Rolling Stone EUA Publicado em 03/07/2015, às 13h14 - Atualizado às 13h37

1975 Blood on the Tracks nasceu de um casamento fracassado. “Um monte de gente me diz que gosta do álbum. Mas, para mim, é difi cil entender como as pessoas apreciam aquele tipo de dor”, falou Dylan

Ver Galeria
(5 imagens)

Uma prensagem de teste do álbum Blood On The Tracks, de Bob Dylan – um dos mais raros discos dele, com apenas cinco cópias existentes no mundo – está agora disponível, graças à cadeia de lojas de discos norte-americana Amoeba Music.

Galeria: as oito maiores canções de Bob Dylan.

A Amoeba Music recentemente adquiriu a prensagem de teste do clássico álbum, conhecida como a versão “New York”, sendo este um dos 4 mil vinis que a marca adquiriu da coleção pessoal de uma “icônica família industrial”. O preço pedido para um dos mais procurados discos em vinil entre os fãs de Dylan: US$ 12 mil.

A edição “New York” de Blood On The Tracks é única por conter versões alternativas de cinco das faixas do álbum: “Tangled Up in Blue”, “You're a Big Girl”, “Idiot Wind”, “Lily, Rosemary and the Jack of Hearts” e “If You See Her, Say Hello”.

Há 50 anos, Bob Dylan gravava “Like a Rolling Stone”: saiba como surgiu a canção.

Todas estas músicas de Blood foram gravadas originalmente em Nova York mas, reza a lenda, que depois que Dylan reproduziu uma das prensagens de teste para o irmão dele, David Zimmerman, ele foi encorajado a regravar aquelas cinco canções em Minnesota, com músicos locais, para dar mais alegria à dureza do álbum.

Blood On The Tracks

A cópia lançada do álbum contém 10 músicas divididas entre as sessões de Nova York e Minnesota, mas a prensagem rara, de teste, traz todas as 10 faixas das sessões de gravação originais, no nova-iorquino A&R Recording.

Bob Dylan através das décadas – 17 capas da Rolling Stone EUA estampadas por ele.

Ainda que as versões “New York” da maioria das faixas gravadas em Minnesota foram eventualmente dissipadas em bootlegs ou distribuídas nos lançamentos de arquivo de Dylan (classificadas como versões alternativas, e não as versões originalmente planejadas para Blood On The Tracks), basta o tamanho da raridade das prensagens de teste para fazer delas itens muito desejados.

A prensagem de teste foi feita em uma das locações da Columbia Records, em Santa Maria, na Califórnia, e é uma das supostas cinco cópias conhecidas até então. Abaixo, assista a uma versão mais sombria (gravada em Nova York) da faixa de abertura de Blood, “Tangled Up in Blue”.