Disco duplo do Flaming Lips terá "matemático, MGMT e Karen O"

Wayne Coyne, frontman da banda de Oklahoma City, adiantou os convidados em entrevista a site suíço; álbum se chamará Embryonic

Da redação Publicado em 30/06/2009, às 10h32

Karen O, MGMT e um matemático. Espere por essas participações no primeiro álbum duplo do Flaming Lips, batizado Embryonic. A informação foi antecipada pelo próprio Wayne Coyne, frontman da banda, ao site suíço Die Klangschau. Escute o áudio da entrevista aqui.

Wayne fez a conta: por ora, serão uma música em parceria com o duo norte-americano MGMT ("nós ligamos e eles tinham a noite livre") e duas com Karen O, vocalista do Yeah Yeah Yeahs. Com ela, aliás, as faixas fluíram de forma "bem absurda", diz Coyne. "Eu apenas liguei para o quarto de hotel dela e fizemos tudo pelo telefone mesmo. É bem absurdo."

Uma nota postada segunda, 29, no site oficial da banda, revela o nome de duas faixas, mas não indica se foram feitas em colaboração com os convidados. São elas "Silver Trembling Hands" e "The Impulse". Ele já havia mencionado, antes, músicas como "Convinced of the Hex" (que soaria como um mix entre Joy Division e Miles Davis) e "I Don't Understand Karma" (uma resposta ao hino de John Lennon "Instant Karma").

Embryonic, primeiro álbum de inéditas desde 2006, quando o grupo de Oklahoma City lançou At War With the Mystics", está previsto para setembro. O 12º trabalho na discografia da banda seguirá uma linha mais "livre e doida", contou Coyne à revista Billboard, em maio. O líder da banda havia antecipado, ainda, que boa parte do repertório surgiu durante jam sessions na casa do baterista Steven Drozd.

Quanto ao matemático citado no início desta nota, deixamos a explicação a cargo de Coyne: "Nós temos este estranho matemático da Alemanha fazendo algumas paradas com palavra recitada para o disco". Aguarde.