Disco Xscape, de Michael Jackson, será lançado em maio

Novo álbum conta com oito faixas e uma edição de luxo com as gravações originais

Rolling Stone EUA Publicado em 31/03/2014, às 17h41 - Atualizado em 04/04/2014, às 12h23

Michael Jackson
Doug Pizac/AP

A espera acabou. O novo disco póstumo de Michael Jackson, Xscape, será lançado dia 13 de maio. Ele contém oito faixas inéditas que uma série de produtores “contemporizaram” – segundo L.A. Reid, produtor executivo do álbum e CEO da Epic Records. Uma versão de luxo do álbum incluirá as gravações originais e estará disponível para pré-venda no dia 1º de abril.

Os 25 momentos mais explosivos de ídolos adolescentes: Jackson 5.

Reid vasculhou os cofres do espólio de Jackson, que guardam quatro décadas de músicas, para encontrar músicas que tinham vocais completos. Ele analisou a lista de música e os produtores que trabalharam nelas deram às faixas um som “novo, contemporâneo”. Timbaland serviu como produtor principal do álbum, e os produtores adicionais incluem Rodney Jerkins, Stargate, Jerome "Jroc" Harmon e John McClain.

Michael Jackson, 'Xscape'

michael jackson xscape

Courtesy of Epic Records

“Michael deixou para trás performances musicais que temos muito orgulho de apresentar pelo olhar de produtores musicais que trabalharam com ele ou com quem ele tinha muita vontade de trabalhar”, disse Reid em um comunicado. “Estamos extremamente orgulhosos e honrados de apresentar essas músicas ao mundo.”

O produtor executivo seguiu a tradição de Jackson e batizou o álbum Xscape a partir de uma música do disco, como feito em Thriller, Bad, Dangerous e Invincible, o último lançamento de Jackson. O cantor escreveu e produziu a faixa “Xscape” com Jerkins; é a única música do álbum que foi "modernizada" pelo mesmo produtor que trabalhou com Jackson na faixa original.

Em 25 de junho de 2009, o mundo perdeu a maior estrela pop que já existiu: Michael Jackson. Relembre a trajetória do astro, dos tempos de Jackson 5 aos ensaios para a temporada de shows This Is It, em grandes reportagens da Rolling Stone.

A Sony, selo de Jackson, prometeu uma “campanha global sem precedentes” para o álbum. Ela ainda não divulgou a tracklist, mas promete compartilhar mais detalhes sobre o disco nas próximas semanas.

A Sony fez um acordo com o espólio de Jackson em 2010 para lançar dez álbuns durante sete anos. No mesmo ano, um álbum intitulado Michael, contendo gravações inéditas, foi lançado em meio de polêmicas envolvendo Randy, irmão de Jackson, que afirmou que Michael não cantou parte das músicas. O espólio de Jackson negou as acusações, de acordo com o The New York Times. No mesmo ano, uma coleção de remixes intitulada Immortal foi lançada para acompanhar o espetáculo de Jackson do Cirque du Soleil de mesmo nome. O selo dele ainda lançou em 2013 um box digital, The Ultimate Fan Extras Collection , que contém demos e gravações raras de hits.