Disney vende Miramax por US$ 660 milhões

Companhia cinematográfica foi comprada pelo grupo de investidores Filmyard Holdings

Da redação Publicado em 02/08/2010, às 13h31

Miramax é vendida pela Disney pelo valor de US$ 660 milhões
Reprodução

Após meses de negociações, a Disney vendeu a Miramax, companhia cinematográfica que estava sob sua administração desde 1993. O acordo foi feito entre a empresa e o grupo de investidores Filmyard Holdings pelo valor de US$ 660 milhões. A informação é do site da agência de notícias Reuters.

"Apesar de estarmos muito orgulhosos das conquistas da Miramax, nossa atual estratégia para a Walt Disney Studios é se concentrar no desenvolvimento de grandes filmes sob as marcas Disney, Pixar e Marvel", disse em comunicado o presidente-executivo da Disney, Robert Iger. A venda deverá ser oficializada a partir do dia 10 de setembro, segundo informou a agência de notícias.

No acordo, estão incluídos os direitos de mais de 700 títulos que integram o acervo da Miramax, incluindo produções de sucesso como Shakespeare Apaixonado (1998) e Pulp Fiction (1994). O Filmyard Holdings é formado, em parte, pelo magnata da construção Ron Tutor e pela investidora Colony Capital.

A Miramax foi fundada em 1979, pelos irmãos Bob e Harvey Weinstein, que também estavam negociando para reaver o estúdio. A Disney comprou a empresa em 1993, no valor de US$ 60 milhões, sendo que, em 2005, já era avaliada em US$ 2 bilhões. Apesar da tentativa, a dupla não conseguir superar a proposta do grupo de investidores.

No final de janeiro deste ano, a companhia teve suas atividades encerradas após pouco mais de três décadas em funcionamento, desempregando cerca de 80 pessoas que trabalhavam nas instalações localizadas em Los Angeles e Nova York. Na sequência do ocorrido, a Disney anunciou seus interesses em vender a produtora.