Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Disputa por fortuna de Prince chega ao fim seis anos após sua morte

Os seis meios-irmãos do cantor finalmente decidiram como administrar os US$ 156 milhões deixados pelo ícone internacional

Pamela Malva Publicado em 02/08/2022, às 19h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Prince em Purple Rain (Foto: Divulgação)
Prince em Purple Rain (Foto: Divulgação)

Em abril de 2016, o icônico Prince faleceu, vítima de uma overdose de fentanil. Então aos 57 anos, o artista não deixou um testamento e, dessa forma, sua fortuna foi dividida entre seus seis meios-irmãos — que entraram em um embate duradouro, que terminou apenas nesta segunda-feira, 01, seis anos após a morte do cantor.

Documentos judiciais aos quais a SPIN teve acesso revelaram que, depois de muitas idas e vindas em tribunais, os parentes e os conselheiros do artista chegaram a um acordo sobre o que fazer com os US$ 156 milhões em ativos deixados por Prince.

+++LEIA MAIS: Vídeo raro de Prince criança apoiando greve de professores é encontrado por rádio; assista

Toda a saga começou porque o cantor não tinha filhos ou cônjuges quando morreu e, assim, seus meios-irmãos foram nomeados herdeiros da fortuna. Os seis, no entanto, queriam administrar a quantia de formas diferentes, sendo que três venderam suas ações para a Primary Wave, enquanto os outros três mantiveram suas parcelas dos ativos, contratando os conselheiros L. Londell McMillan e Charles Spicer como seus supervisores.

Deu-se início, então, a um período de constantes encontros no tribunal, até que os herdeiros e o Internal Revenue Service finalmente concordaram em avaliar a propriedade de Prince em US $ 156 milhões, em janeiro deste ano. No mês seguinte, um juiz de Minnesota aprovou a proposta que dividia os ativos entre a Primary Wave e os meios-irmãos do cantor.

De lá para cá, as diferentes partes envolvidas no processo criaram sociedades de responsabilidade limitada separadas, através das quais podem supervisionar suas respectivas ações da propriedade de Prince. Tal acordo, então, foi assinado apenas na última segunda-feira, 1º de agosto, pelo juiz Kevin W. Eide, colocando um fim na incansável disputa.

+++LEIA MAIS: O dia que Prince estreou nos cinemas com Purple Rain, filme que eternizou cantor nas telonas [FLASHBACK]


Lançamentos póstumos

Durante os seis anos em que se manteve a discussão sobre a propriedade de Prince, foram lançadas diversas coleções póstumas do cantor, com diferentes parceiros. Em 2021, por exemplo, o The Prince Estate e o Legacy Recordings lançaram o disco Welcome 2 America. A Warner Bros., por outro lado, cuidou das reedições de clássicos como Purple Rain (1999).

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!