Dita Von Teese comenta acusações contra Marilyn Manson: 'Abuso não tem lugar em nenhum relacionamento'

A atriz, casada com Manson entre 2005 e 2006, disse não ter sofrido abuso do ex, mas encorajou mulheres a exporem abusadores

Felipe Grutter | @felipegrutter (com supervisão de Julia Harumi Morita) Publicado em 04/02/2021, às 09h52

None
Marilyn Manson e Dita Von Teese (Foto: Getty Images / Presley Ann / Correspondente)

Com acusações de abuso feitas por cinco mulheres, entre elas a atriz Evan Rachel Wood, contra Marilyn Manson, Dita Von Teese, ex-esposa do cantor, falou sobre as alegações por meio do Instagram na última quarta, 3. A informação é da EW.

Na declaração, disse não ter sofrido abuso de Manson, com quem foi casada entre 2005 e 2006, mas acrescentou: "Abuso de qualquer tipo não tem lugar em nenhum relacionamento."

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

"Tenho processado as notícias que surgiram na segunda-feira sobre Marilyn Manson", escreveu na rede social. "Para quem expressou preocupações com meu bem-estar, agradeço pela gentileza. "Os detalhes tornados públicos não correspondem à minha experiência pessoal durante nossos sete anos juntos como casal."

Dita Von Teese continuou: "Se eles tivessem, eu não teria me casado com ele em dezembro de 2005. Terminei 12 meses depois devido à infidelidade e ao uso de drogas."

A artista aproveitou para encorajar quem "sofreu abusos a tomar medidas para se curar e a ter força para se realizar completamente" e concluiu: "Esta é minha única declaração sobre este assunto. Obrigado por respeitar este pedido."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por 💄Dita Von Teese (@ditavonteese)

+++LEIA MAIS: Ator William Wedell se preparou para morrer com a mãe Agnes Wedell, acredita polícia

Toda polêmica com Marilyn Manson começou após denúncia de Evan Rachel Wood, ao alegar que o cantor "começou a me aliciar quando era adolescente e me abusou terrivelmente durante anos." Desde então, negou as acusações, foi cortado de American Goods e Creepshow e desligado da gravadora Loma Vista Recordings.


+++ PAI EM DOBRO | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL