De I Want To Break Free a Bohemian Rhapsody: As 8 músicas mais icônicas do Queen [LISTA]

Com hits que duram há mais de décadas, separamos algumas músicas que marcaram a carreira do grupo e, de alguma forma, impactaram a indústria musical

Redação Publicado em 28/11/2019, às 13h47

None
Freddie Mercury (Foto: AP)

O sucesso do Queen é algo inegável quando falamos sobre música. Os álbuns e singles duram há mais de duas décadas e a primeira das três coleções, Greatest Hits, é o álbum mais vendido do Reino Unido de todos os tempos. 

Em 1992, o filme de sucesso de Mike Myers sobre o fã de rock Wayne Campbell apresentou a música de Queen a toda uma nova geração. Décadas depois, o Queen retribuiu o favor com a participação especial de Myers na cinebiografia Bohemian Rhapsody

+++ LEIA MAIS: 'Bohemian Rhapsody' foi escrita por Freddie Mercury como uma mensagem para ex-namorada e melhor amiga Mary Austin?

Esse mesmo filme se tornou a produção biográfico de maior bilheteria de todos os tempos. Mais uma prova do quão duradoura é a banda.

Sendo assim, separamos 8 músicas que oferecem um paranorâma convincente sobre a popularidade da banda. Veja abaixo: 

We Are The Champions

No momento em que você ouve essa música, é possível imaginá-la sendo cantada em estádios. O coro repetitivo e melodia simples a torna perfeita para ser cantada em massa. E Freddie escreveu a faixa pensando nos fãs, o músico se inspirou no público entusiasmado nos shows da banda. 

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury precisou amputar um pé na batalha contra AIDS

Um estudo científico feito em 2011 concluiu que We Are The Champions é a música mais cativante da história de toda a música pop.

Another Bites The Dust

Inspirada no tempo que passava no estúdio com Chic, a linha de baixo atemporal de John Deacon quase poderia ter invadido as paradas norte-americanas por conta própria. É nessa faixa que o Queen mostra a influência do funk e disco na banda. 

+++ LEIA MAIS: Qual música do Queen mais emocionava a mãe de Freddie Mercury após morte do cantor?

Deacon, que escreveu a música, também tocou violão e piano. O músico assumiu o comando do estúdio, e explicou para Roger Taylor e Freddie Mercury exatamente o que ele queria da bateria e dos vocais. Another Bites The Dust foi um dos maiores sucesoss do grupo. 

I Want To Break Free

Essa é uma música sem coro, construída em torno de uma progressão tradicional de acordes de doze compassos e blues. O modelo pode parecer um pouco acadêmico, o que pode soar como algo um pouco chato, mas o resultado é completamente diferente disso. 

+++ LEIA MAIS: Nova função do Google desafia as pessoas a cantarem como Freddie Mercury; entenda

Os sintetizadores que envolvem uma linha de baixo clássica de John Deacon e a marca registrada de Brian May, elevam I Want To Break Free ao território pop clássico. A música é leve no melhor sentido da palavra.

Under Pressure

"Under Pressure" nasceu de uma jam session em Montreux. David Bowie fez a banda trabalhar de maneira mais espontânea e completamente fora da zona de conforto. Isso levou ao canto improvisado e inspirado de Freddie Mercury, que chegou à mixagem final. O resultado foi o segundo hit número um.

+++ LEIA MAIS: Assistente de Freddie Mercury lembra de clipe censurado por gravadora por ser "promíscuo"

Killer Queen

Os primeiros discos do Queen se tratavam principalmente de hard rock e coloridos. Mas "Killer Queen" revelou uma nova mistura de glam rock que definiu os singles da banda daquele momento para frente. 

+++ LEIA MAIS: Queen: ouça os vocais isolados de Freddie Mercury em “Don't Stop Me Now”

Innuendo

"Innuendo" parece um clássico esquecido. É menos icônica que Bohemian Rhapsody, muito longa e estranha para boates e pesada demais para cantar em arenas esportivas.

Apesar de ser um grande sucesso, a faixa não está incluída na trilha sonora do filme biográfico Queen, Bohemian Rhapsody, no entanto, continua sendo uma obra-prima. 

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury somente revelou ter Aids 24 horas antes de morrer aos 45 anos

Somebody To Love

Embora os vocais de fundo pareçam um coro completo, o Queen usou a magia dos estúdios para aproveitar ao máximo apenas três vozes de várias faixas: Freddie Mercury, Brian May e Roger Taylor. A faixa apresenta as icônicas guitarras de May enquanto Mercury divaga sobre amor, Deus e solidão. 

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury: 7 curiosidades que você certamente não sabia sobre o cantor [LISTA]

 

Bohemian Rhapsody

Qual não poderia faltar? Durante todos esses anos, Bohemian Rhapsody continua sendo uma pedra preciosa e uma conquista artística impressionante.

Mercury foi capaz de pegar a ópera rock, um conceito que bandas como The Who dedicaram um álbum inteiro, e condensou tudo isso em apenas uma única música. Além disso, ela tem um dos vídeos mais icônicos da história. 

+++ LEIA MAIS: Queen obriga Trump a tirar vídeo com We Will Rock You do ar; uso da música não foi autorizado

Essa não é apenas o maior sucesso do Queen, mas uma das músicas pop mais memoráveis ​​de todos os tempos.