Documento de Tupac emitido na prisão bate recorde ao ser vendido em leilão

Condenado por agressão sexual em fevereiro de 1995, o rapper cumpriu nove meses de sentença antes de ser libertado

Redação Publicado em 25/07/2019, às 09h42

None
Tupac Shakur (Foto:AP)

A Carteira de Identidade emitida na prisão de Tupac Shakur foi leiloada pelo valor de US$ 30 mil, estabelecendo um novo recorde mundial para o item mais caro entre as lembranças do rapper a ser vendido ao público.

Mais de 10 mil visitantes conferiram o documento, pertencente à fundação Heritage Auctions, antes das 30 ofertas serem lançadas pela peça rara de memorabilia. O lance inicial foi de US$ 2 mil.

A Carteira de Identidade foi emitida no dia 28 de fevereiro de 1995 pelo Departamento de Serviços Correcionais do Estado de Nova York, logo após Tupac Shakur ser condenado a um ano e meio de cadeia por agressão sexual. O rapper cumpriu nove meses de sua sentença antes de ser libertado.

"Alguns dizem que Tupac e sua música são tão relevantes hoje como eram há mais de 20 anos", disse o diretor de Memorabilia de Música da Heritage AuctionsGarry Shrum. “Os fãs não esqueceram seu impacto no hip-hop. Eles farão qualquer coisa para possuir um pedaço da vida e dos tempos de Shakur.”

+++ SESSION ROLLING STONE: Francisco, El Hombre abre um diálogo sobre depressão com "Parafuso Solto :: Peso Morto"