Dois homens são presos na Índia por vender 'lâmpada mágica' para médico local

Aladdin da vida real? O doutor Laeek Khan acreditava que sim...

Redação Publicado em 05/11/2020, às 11h19

None
Lâmpada mágica de Aladdin (Foto: Disney / Reprodução)

Na última quinta-feira, 29, as autoridades da Índia prenderam dois homens acusados de vender uma “lâmpada mágica” para o médico Laeek Khan por cerca de R$ 533 mil. As informações são da agência de notícias AFP.

Segundo o médico - que cuidava da suposta mãe da dupla -, ele recebeu uma boa oferta para comprar o objeto durante um dos encontros com os golpistas, com a promessa de que o mesmo lhe traria saúde, riqueza e boa fortuna.

Ao perceber que havia sido enganado e que a lâmpada não era mágica, como conta a história de Aladdin, Khan acionou os policiais de Uttar Pradesh, no norte do país.

À polícia local, ele ainda disse que os suspeitos teriam até invocado um gênio falso e que, só mais tarde, ele percebeu que aquilo era, na verdade, um dos homens disfarçado.

"Eles tinham um acordo para um valor muito maior, mas o doutor pagou cerca de 7 milhões de rúpias”, disse Amit Rai, um oficial sênior, à AFP.  “Os homens enganaram outras famílias usando o mesmo modus operandi. O valor total envolvido gira em torno de muitos milhões de rúpias.”

 


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes!


+++ TERNO REI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO