Pulse

Dois membros da Academia teriam votado em 12 anos de Escravidão sem ter assistido ao filme

Longa dirigido por Steve McQueen ganhou o Oscar de Melhor Filme na cerimônia realizada no último domingo, 2

Redação Publicado em 05/03/2014, às 18h17 - Atualizado às 18h51

Steve McQueen comemora o Oscar de Melhor Filme junto ao elenco e equipe de 12 Anos de Escravidão
John Shearer/AP

Aparentemente, Ellen estava certa. Na 86ª cerimônia do Oscar, a apresentadora brincou no discurso de abertura: “Possibilidade número um: 12 Anos de Escravidão vai ganhar Melhor Filme. Possibilidade número dois: vocês são todos racistas”. Dois membros eleitores da Academia admitiram ter votado no filme sem tê-lo assistido por que se sentiram obrigados pela relevância social do longa.

Oscar 2014: 12 Anos de Escravidão vence o prêmio de Melhor Filme.

Segundo o jornal, Los Angeles Times: “Dois eleitores admitiram privadamente que não assistiram à 12 Anos de Escravidão porque acharam que ficariam chateados". Em entrevista ao The Hollywood Reporter, uma integrante anônima afirmou que não queria “mais coisas terríveis em sua mente” e que “nunca gostou de filmes que são muito violentos”. Ao todo, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas é formada por 6 mil membros.

Oscar 2014: saiba quem levou a estatueta para casa.

Favorito do Oscar, 12 Anos ficou com três estatuetas na noite: Roteiro Adaptado, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Filme. McQueen é o primeiro cineasta negro a dirigir uma produção vencedora do prêmio principal da Academia.