Donald Trump ameaçou guerra comercial para libertar A$AP Rocky da prisão, diz ministro sueco

Ministro da justiça da Suécia falou sobre como Donald Trump interferiu na prisão de A$AP Rocky em Estolcomo

Redação Publicado em 02/07/2022, às 13h00

None
Donald Trump (Foto: Mark Seliger) e A$AP Rocky (Foto: Marcelo Hernandez / Getty Images)

Ministro da justiça de Suécia, Morgan Johansson, afirmou que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump ameaçou uma guerra comercial contra a Europa na tentativa de libertar A$AP Rocky da prisão. As informações são do NME.

O rapper foi preso em Estolcomo, Suécia, em 30 de junho de 2019, e passou cerca de um mês sob custódia policial na cidade antes de ser considerado culpado por agredir um rapaz de 19 anos. Após um julgamento, que durou duas semanas, Rocky recebeu “sentença condicional” e foi condenado a pagar uma indenização.

+++ LEIA MAIS: Will Smith 'emasculou' Chris Rock, afirma A$AP Rocky

Trump estava envolvido no caso de acordo com um relatório que afirmava que Kanye West e Kim Kardashian pressionaram o governo para libertar Rocky. Na época, o então presidente, publicou no Twitter que “ligaria ao alentoso primeiro-ministro da Suécia para ver o que podemos fazer para ajudar A$AP Rocky.”

Na época, a intervenção de Trump no caso se mostrou polêmica, recebendo manifestações de colegas de Rocky e do governo sueco. Agora, em nova entrevista ao Dagens Nyheter, o ministro da justiça expôs a forma como Trump teria pedido a libertação de Rocky, afirmando que o país foi ameaçado com “restrições comerciais” caso não soltassem o rapper.

+++ LEIA MAIS: Rihanna e A$AP Rocky: linha do tempo do amor — da primeira música a primeiro filho juntos

“Esta história demonstra o quão importante é realmente defender nossos princípios legais e não tomar nossa democracia como garantida,” disse Johansson. “Se você pode tentar fazer algo assim contra a Suécia, o que você tentará fazer com países um pouco mais fracos que não têm a União Europeia por trás deles?”

Quando Rocky foi liberado, Trump foi o primeiro a dar a notícia. No entanto, o ex-presidente teria ficado desapontado com o rapper por supostamente não agradecer a ele e a sua equipe pelo envolvimento no caso. Posteriormente, Rocky negou que não expressou gratidão a Trump, apesar de admitir que a interferência do político nela “a piorou um pouco.”