Donald Trump é criticado por tocar Live and Let Die, de Guns N' Roses, em fábrica de máscaras

Além disso, o presidente também não usou máscara facial durante a visita

Redação Publicado em 07/05/2020, às 14h47

None
Donald Trump e Axl Rose (Foto 1: Mark Seliger | Foto 2: Mark Allan/AP)

Donald Trump se envolveu em mais uma polêmica após visitar a fábrica de máscaras faciais Honeywell, localizada no Arizona. Em uma playlist no sistema de som, aparentemente montada pela equipe do presidente dos Estados Unidos, tocou a versão do Guns N' Roses de “Live and Let Die” (original do Wings), como conta o Whiplash

+++ LEIA MAIS: 7 músicas sobre coronavírus e quarentena para ouvir: de Twenty One Pilots a Adam Sandler [PLAYLIST]

Paul McCartney e a esposa Linda são os compositores da canção criada para o filme 007: Live and Let Die (1973). A música pode ter uma interpretação complicada por conta do título (traduzido, "Viva e deixe morrer") e usada em meio à pandemia do coronavírus, que já registra mais de 260 mil óbitos cujo mais de 74 mil - mais de 25% do total - ocorreram nos Estados Unidos.

O Whiplash também lembra que a letra provoca uma certa reflexão em que as pessoas aceitam mais a expressão "viva e deixe morrer" do que "viva e deixe viver". Logo, os perfis no Twitter criticaram a escolha da música feita pela equipe do presidente. 

+++LEIA MAIS: Fãs recriam capas de discos clássicos durante a quarentena - e o resultado é incrível

Um internauta escreveu: "'Live and Let Die' é, provavelmente, a música mais apropriada para representar a administração de Trumpao lidar com isso". 

Outra, pontuou: "Apropriado. Lucros vivem, deixe as pessoas morrerem." E, um comentário disse: "Dada a performance de Trump na pandemia, isso deve ter sido intencional."

Donald Trump também foi muito criticado, porque durante a visita usou apenas os óculos de proteção, isto é, sem as máscaras faciais - uma das principais recomendações no país e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para combater o contágio do coronavírus.

+++LEIA MAIS: Stephen King se desculpa por ‘ter previsto’ o coronavírus e Trump nos livros; entenda

Com tanta polêmica por conta do não-uso da máscara, o presidente fez uma declaração pública, nesta quarta, 6, via CNN: "Mas disseram que eu não precisaria, então, eu não precisei. Se você perceber, ninguém da minha equipe estava usando. Ficamos longe das pessoas que estavam trabalhando nas máquinas."

Veja a visita do presidente:


+++ MINHA PLAYLIST.... FRANCISCO, EL HOMBRE | ROLLING STONE BRASIL