Dono de cinema destrói pôster de Mulan após Disney decidir lançar o filme direto no streaming

"Ao perder Mulan, perdemos a possibilidade de oferecer ao público um filme tão esperado que nos ajudaria após as últimas semanas difíceis", falou Gerard Lemoine

Redação Publicado em 06/08/2020, às 20h00

None
Pôster de Mulan (Foto: Reprodução)

Depois da Disney  anunciar que Mulan não irá para os cinemas (devido à pandemia) e irá direto para o Disney+, um vídeo de um dono de cinema destruindo o pôster do filme circulou na internet. As informações são o site Screenrant.

O coronavírus afetou toda a cadeia de cinemas, que contava com a estreia de novos filmes (como Mulan) para a reabertura das salas. O francês Gerard Lemoine descontou toda a frustração com a decisão ao pegar um taco de beisebol e destruir o pôster.

+++ LEIA MAIS: 5 curiosidades sobre Mulan: Mushu desrespeitoso, Christina Aguilera e mais

Em entrevista ao Deadline, Lemoine comentou: "É realmente um grande esforço permanecer aberto agora para a maioria de nós ... Ao perder Mulan, perdemos a possibilidade de oferecer ao público um filme tão esperado que nos ajudaria após as últimas semanas difíceis".

Agora, quem quiser ver a produção precisa primeiro assinar o Disney + (US$ 6,99,  ou R$ 37) por mês. Depois, alugar Mulan por US$ 29,99 (ou R$160) - um ticket de cinema, nos EUA, é cerca de US$ 9 (a inteira). 

De acordo com o Hollywood Reporter, a indústria cinematográfica se prepara para um prejuízo de mais de US$ 5 bilhões (o equivalente a R$ 22 bilhões) em 2020.


+++RAP, FUNK E PAGODE NA ENTREVISTA COM OROCHI: 'SOU ESSA MISTURA LOUCA' 


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS