Dorival Caymmi é enterrado no Rio

Cantor e compositor morreu no sábado, 16, aos 94 anos; mais de 700 pessoas passaram pelo velório

Da redação Publicado em 18/08/2008, às 09h59 - Atualizado às 13h15

O corpo do cantor e compositor Dorival Caymmi foi enterrado neste domingo, 17, no Rio de Janeiro. Caymmi morreu na manhã do sábado, 16, aos 94 anos, devido a uma falência múltipla dos órgãos. O músico estava em internação domiciliar desde dezembro de 2007 - em 1999, descobriu que tinha câncer nos rins.

Segundo o portal de notícias G1, cerca de 200 pessoas acompanharam o cortejo até o cemitério São João Batista; mas de 700 passaram pelo velório, na Câmara dos Vereadores.

O músico foi enterrado no mesmo local onde está o corpo de Carmen Miranda., intérprete de uma de suas composições mais regravadas, "O que é que a baiana tem".

Caymmi deixa três filhos: Dori, Nana e Danilo. O músico baiano nasceu em 1914, e compôs, entre outras músicas conhecidas mundialmente, "Rosa Morena" e "Maracangalha".

Homenagem

Muitos músicos e artistas deram declarações à imprensa a respeito da morte de Caymmi, afirmando que é uma perda irreparável para a cultura brasileira. Gilberto Gil e o ator Othon Bastos compareceram ao enterro. Daniela Mercury, o ator Antônio Pitanga e a escritora Glória Perez estão entre as personalidades que passaram pelo velório.

O estado da Bahia declarou luto oficial de três dias; Lula divulgou uma nota oficial declarando "ter recebido com tristeza" a notícia da morte. César Maia, prefeito do Rio de Janeiro, afirmou que vai nomear uma rua do Leblon, bairro da zona sul da cidade, em lembrança ao cantor.