Pulse

Drake se transforma no quinto Beatle em tatuagem de Abbey Road

Anteriormente, rapper já cantou sobre como ele bateu o recorde dos britânicos de mais músicas no top 10 da Billboard

Redação Publicado em 09/08/2019, às 19h30

None
Capa de Abbey Road e Drake (Foto 1: Reprodução / Foto 2: Reprodução/Youtube)

A foto icônica da capa do disco Abbey Road, dos Beatles, completou 50 anos nesta quinta, 8. Para homenagear o trabalho do quarteto de Liverpool e provocar o legado da banda ao mesmo tempo, Drake fez uma nova tatuagem com um desenho dos quatro músicos britânicos - e um adendo de sua própria imagem. 

O desenho no braço do rapper mostra os quatro Beatles na pose clássica (atravessando a rua) e ele próprio na frente de John Lennon, de frente para quem vê (enquanto os outros músicos estão de perfil), acenando com a mão direita. 

+++ LEIA MAIS: Há 50 anos, os Beatles atravessavam a Abbey Road a pé e criavam uma das capas mais icônicas da história 

Tatuagem de Abbey Road no braço de Drake (Foto: Reprodução / Twitter)


Embora a tatuagem pode soar como uma homenagem, é mais provável que Drake, como provocação, tenha se colocado à frente dos Beatles - e não seria a primeira vez que faz isso. Em 2018, o rapper ultrapassou o recorde histórico dos britânicos de mais músicas no top 10 da Billboard. Destacou o feito com um versos em “Going Bad.”

“De volta para casa, super legalizado / Tenho mais hits do que Os Beatles / Carro estrangeiro correndo no diesel, cara / Brincando com meu nome, isso é fatal, cara (quem você disse que era?) / Don Corleone / Acredite em mim, estar no topo não é solitário,” diz a letra da música. 

+++ LEIA MAIS: Drake ultrapassa os Beatles e está atrás apenas da Madonna em músicas no top 10 

Mas por mais sucesso contemporâneo que Drake tenha, os Beatles ainda têm o status de “clássico,” como provou o burburinho que correu a internet no aniversário da foto de capa de Abbey Road. Diversos novos detalhes e segredos vieram à tona, inclusive o que o quarteto fez depois de atravessar a rua.

+++ LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019