Drik Barbosa começa a mostrar o primeiro disco com a música "Quem Tem Joga", com Gloria Groove, Karol Conká e funk 150 BPM

Um ano depois do EP Espelho, rapper/cantora prepara álbum de estreia que promete unir rap e R&B

Pedro Antunes Publicado em 17/05/2019, às 19h27

None
Drik Barbosa (no meio) é acompanhada por Karol Conká (à esq.) e Gloria Groove (Foto: Victor Balde)

Drik Barbosa se olhou no espelho em Espelho, o primeiro EP da carreira da rapper/cantora. Pinçou desse reflexo cinco identidades artísticas, cada uma traduzida em uma música desse trabalho de 2018. Agora, ela está novamente diante desse espelho, mas, depois de experimentar, ela decidiu qual caminho quer seguir no álbum de estreia.

É com essa vontade que chega "Quem Tem Joga", o primeiro single do novo e também primeiro disco de Drik. E ela chega com impacto, com um flerte interessante com o funk de 150 BPM (batidas por minuto), aceleradíssimo, e a companhia dos nomes fortíssimos de Gloria Groove e Karol Conká.

E que estouro é "Quem Tem Joga", música produzida por Grou, também transformada em clipe, com a direção de Thatiane Almeida e Fred Ouro Preto, ambos lançados nesta sexta-feira, 17. Assista ao vídeo abaixo.


O novo disco de Drik Barbosa, ainda sem nome revelado, sairá pela Laboratório Fantasma, e foi erguido com o auxílio do edital Natura Musical. Em breve devemos ter novidades sobre a data de lançamento do álbum.

Por enquanto, "Quem Tem Joga" coloca os holofotes no discurso que Drik buscou para seu primeiro álbum cheio. Há um profundo mergulho na essência dela, seja nesta canção, seja no futuro disco.

A música, por exemplo, trata do empoderamento, um tema constante no álbum, mas aqui ele se dá a partir de um olhar estético. “A mulher preta lida, diariamente, com o racismo e aquele olhar torto para a nossa cor, o nosso cabelo e as nossas roupas”, diz Drik.

Ela segue: “A ideia da canção era falar sobre a falta de respeito que existe com tudo aquilo que vai contra ao que é tido como ‘padrão’. As pessoas nos julgam por nossas imagens, que também expressam quem somos e no que acreditamos. As drags, trans... também passam por isso, é importante englobar no contexto".

Está tudo costurado, portanto. Gloria Groove, Karol Conká, o funk (Drik adora dançar, por exemplo). Cada pedacinho de imagem e de som foi pensado e traz a mesma referência: o canto da liberdade.

No vídeo, o trio formado por Aline Ferreira, Darlita Albino, Gabb Cabo Verde expressam essa liberdade com a dança. Também no clipe está a pequenina Mirella Barbosa, irmã mais nova de Drik - vale lembrar que Kelly, a irmã do meio, faz backing vocals para Drik.

A presença de Mirella, contudo, é a mais especial, de fato. Porque ao falar dessa jornada vivida por ela, Drik, pela mãe dela, pela avó, ela também trata do todo, da luta das mulheres por um espaço dentro de uma sociedade extremamente patriarcal e machista - com todas correntes hereditárias passadas de geração por geração, invariavelmente.

Portanto, Mirella representa ali o presente e também o futuro. Em "Quem Tem Joga", Drik canta sobre a mulher ser quem quiser, vestir-se como quiser. É importante que ela, Mirella, aos 11 anos, tenha consciência disso.

“É importante conversar sobre autoestima com as crianças e passar a mensagem de que elas podem ser quem elas bem quiserem, principalmente com as crianças negras, assim como minha irmã”, explica Drik.

+++ [Session RS] Di Ferrero revela qual música criou ao conhecer a esposa Isabeli Fontana