Dua Lipa é acusada de ‘ideia nazista’ e se defende: ‘Mal interpretada’

A cantora britânica vem de uma família de albaneses do Kosovo: "Nós todos merecemos ter orgulho de nossa etnia"

Redação Publicado em 22/07/2020, às 09h50

None
Dua Lipa (Foto: Jordan Strauss / Invision / AP)

Recentemente, Dua Lipa protagonizou uma grande polêmica ao defender a autonomia de Kosovo, terra natal de seus pais. Segundo o portal Uol, a cantora britânica de 24 anos foi acusada de apoiar ideias "nazistas" e usou o Instagram para se retratar, dizendo que foi "mal interpretada".

+++LEIA MAIS: Dua Lipa explica como superar um pé na bunda: ‘Beber até esquecer’

No último domingo, 19, Dua Lipa publicou um tuíte com o desenho de um mapa com os territórios habitados pela Albânia no passado. Na legenda, ela escreveu o significado da palavra "autochthonous", que, segundo o dicionário Oxford (via Uol), descreve "quem é natural de um país ou região em que habita e descende das raças que ali sempre viveram".

A unificação do Kosovo com a Albânia é um conceito político revivido pela independência do Kosovo, em 2008. De acordo com o Brasil Escola, grande parte da população do Kosovo é albanesa, o que deu início a um movimento separatista por parte dos kosovares, que buscam a separação de sérvios e albaneses.

+++LEIA MAIS: Música retrô: Como o pop voltou no tempo com discos de Lady Gaga, Dua Lipa e entre outros?

Assim, algumas pessoas compararam o posicionamento de Dua Lipa com o conceito de "raça pura" defendido por Adolf Hitler, resultando numa série de ataques contra a artista.

Em sua defesa, ela escreveu: "Meu post anterior não teve a intenção de incitar ódio. Me deixa triste saber que o meu post foi propositalmente mal interpretado por alguns grupos e indivíduos que promovem o separatismo étnico, algo que eu rejeito completamente."

+++LEIA MAIS: A estética retrô 1990 está de volta: Lady Gaga, Dua Lipa, Ariana Grande viajaram no tempo?

"Sempre que eu posto sobre Kosovo, meu feed vai a loucura, mesmo que seja sobre algo alegre, como comida ou música, e eu me deparo com uma forte resistência à ideia de uma cultura autenticamente kosovar", lamentou Dua Lipa.

"Nós todos merecemos ter orgulho de nossa etnia. Eu só quero que o meu país seja representado e quero ser capaz de falar com orgulho e felicidade sobre as minhas raízes albanesas, sobre o país da minha mãe. Eu encorajo todo mundo a abraçar suas heranças, ouvir e aprender uns com os outros. Paz, amor e respeito a todos", completou.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

❤️

Uma publicação compartilhada por DUA LIPA (@dualipa) em

 


+++ FREJAT: O DESAFIO É FAZER AS PESSOAS SABEREM QUE O DISCO EXISTE