As duas vezes que discos dos Beatles foram derrotados por Frank Sinatra no Grammy

Por dois anos seguidos, o cantor norte-americano surpreendeu a todos ao superar o quarteto de Liverpool na premiação

Redação Publicado em 27/02/2020, às 15h56

None
Frank Sinatra e Beatles (Fotos: AP Photo/Ray Stubblebine e Apple Corps Ltd 2009)

Todas as fases dos Beatles, sem exceção, são repletas de hits absolutos. Seja durante a época em que o quarteto se vestia com ternos comportados e penteava os cabelos ou quando o traje formal foi substituído por camisas excêntricas e coloridas, e cabelos e barbas voavam desgrenhados ao vento, a banda colecionou sucessos.

Mas além de sucessos, eles colecionaram também derrotas para Frank Sinatra no Grammy. Em duas ocasiões nas quais o grupo de Liverpool parecia já estar com um pé no palco para receber o prêmio, o cantor norte-americano foi lá e surpreendentemente pegou para si o gramofone dourado.

+++LEIA MAIS: Qual música dos Beatles foi eleita por Frank Sinatra como a melhor canção de amor já escrita?

Veja como foram essas duas ocasiões, como relembrado pelo site CheatSheet.

Em 1966, quando September of My Years venceu Help

A cerimônia do Grammy de 1966 apresentou não apenas um, mas dois momentos em que Sinatra superou os Beatles: primeiro quando a faixa "It Was a Very Good Year", presente no disco September of My Years lançado em 1965, deu ao cantor o prêmio de melhor performance vocal masculina. Paul McCartney concorria nessa categoria com a canção "Yesterday".

Em seguida veio o golpe final. Sinatra saiu vitorioso também na categoria de álbum do ano, pelo trabalho mencionado acima, apesar de Help!, lançado no mesmo ano, ter sido um enorme sucesso e ficado nove semanas no topo das paradas.


Em 1967, quando A Man and His Music superou Revolver

No ano seguinte, a mesma coisa aconteceu. A Man and His Music, disco dulplo no qual Sinatra regravou músicas que ele tinha lançado e popularizado anteriormente (e que chegou no máximo até a 9ª posição das paradas), superou Revolver, álbum dos Beatles que trouxe clássicos como "Eleanor Rigby" e "Yellow Submarine".

Mas pelo menos o quarteto de Liverpool voltou para casa com o prêmio de música do ano, pela faixa "Michelle", escrita por McCartney para o disco Rubber Soul.


+++ TITÃS CELEBRA O ACÚSTICO, MAS SE MANTÉM ELÉTRICO - E É ATRAÇÃO DA MUSIC & RUN