Dublador norte-americano de Pernalonga e Frajola, Joe Alaskey morre aos 63 anos

Vítima de um câncer, ator e comediante deu voz a personagens como Hortelino Troca-Letras e Marvin, o Marciano

Redação Publicado em 04/02/2016, às 12h59 - Atualizado às 13h37

O dublador Joe Alaskey ao lado do personagem Pernalonga
Rex Features/AP

Responsável por dar voz a icônicos personagens de desenho animado, como Pernalonga, Patolino e Frajola, Joe Alaskey morreu aos 63 anos de idade. Segundo o site do Telegraph, o norte-americano foi vítima de um câncer, e o anúncio da morte foi feito na última quarta-feira, 3.

Veja as capas das 100 primeiras edições publicadas pela Rolling Stone Brasil.

Nascido em 17 de abril de 1952, em Nova York, nos Estados Unidos, Alaskey começou a fazer dublagens em 1989, quando a Warner Bros. o contratou. Antes disso, ele trabalhou em um programa de rádio matutino de Boston (EUA) e fez diversas apresentações como comediante baseadas em imitações.

Entre alguns dos personagens que ganharam voz por Alaskey estão Marvin, o Marciano, Frangolino, Hortelino Troca-Letras, Plucky Duck (em As Aventuras de Tiny Toons) e o Avô Lou Pickles (em Rugrats: Os Anjinhos), além dos clássicos do Looney Tunes Pernalonga, Patolino, Frajola e Piu-piu, entre outros. Ele chegou a ganhar um prêmio no Emmy pelo trabalho na série Duck Dodgers, cujo protagonista é o Patolino.

Já ouviu essa voz em algum lugar? Veja doze famosos dubladores brasileiros.

De acordo com o Telegraph, Alaskey já regravou vozes de outros atores – substituindo, por exemplo, os palavrões de uma cena por expressões mais brandas – em adaptações de filme para televisão e outras produções. Entre outros trabalhos, o ator e comediante chegou a dar voz a Richard Nixon no filme Forrest Gump e narrou a série Murder Comes To Town, do Investigation Discovery.