“É boa a sensação de sair das sombras”, diz Mim, do duo de DJs Nervo

A dupla que compôs faixas para David Guetta, Ke$ha, entre outros, se prepara para lançar o primeiro disco e faz três apresentações no Brasil esta semana

Stella Rodrigues Publicado em 19/01/2012, às 19h37 - Atualizado às 19h39

A dupla de DJs Nervo
Dan Monick/Divulgação

Altas, magras, loiras e gêmeas, as australianas Mim e Liv Nervo não tiveram dificuldades quando tentaram a carreira de modelo, quando eram novinhas. Mas o foco de ambas sempre foi a música, conforme contou Mim por telefone à Rolling Stone Brasil. Agora a dupla, que ficou famosa por compor hits para gente como David Guetta, Ke$ha e Pussycat Dolls, assume a faceta DJ (sugestão de Guetta, com apoio de nomes importantes da cena eletrônica, como Armin van Buuren) e faz três apresentações no Brasil esta semana (veja mais informações abaixo).

O hit “When Love Takes Over”, de Guetta com a participação de Kelly Rowland, não foi o primeiro sucesso que compuseram, mas estourou de tal forma que serviu como cartão de visita para as duas conquistarem espaço. Curiosamente, quando as Nervo mostraram a faixa para a gravadora de Rowland, ganharam caras feias e um sonoro “não”. Até que Guetta, que a essa altura pode ser chamado de uma espécie de padrinho das moças, ouviu o trabalho, gostou e investiu nele.

O trabalho e os extensos créditos das duas também chamaram a atenção de Madonna. “Ela queria ‘You Are Gonna Love Again’, gostou da faixa e a equipe dela conversou com a nossa, mas as negociações não deram certo. No fim a canção será nosso novo single, sai em três meses”, conta Mim, que junto a Liv faz todas as partes da composição da música: elas arranjam, mixam, escrevem letra e melodia por conta própria na maior parte de seus trabalhos.

Para quem vai aos shows no Brasil, não espere apenas as músicas que elas fizeram para outros artistas gravarem. As Nervo Girls, como às vezes são chamadas, preparam o primeiro disco próprio para o fim desde ano (“provavelmente”) e estão ansiosas para mostrar o material novo ao público. “É boa a sensação de sair das sombras”, exclama Mim. Além disso, ela garante que fazem todas as mixagens ao vivo e investem em trabalhos alheios, “tudo que é quente no momento”, explica. “Avicci, Afrojack, Fedde Le Grand etc”.

Nervo no Brasil

São Paulo

19 de janeiro, às 2h30

Ballroom - Rua Augusta, 3000 - Jardim Paulista

Brasília

20 de Janeiro, às 4h

Opera Hall - SHTN Quadra 5 Bloco A Parte A - Asa Norte

Florianópolis - Creamfields Festival Brasil

21 de janeiro, às 2h20

Music Park - Rodovia Jornalista Maurício Sirotsky Sobrinho, S/N, KM 1,5 - SC, 404