É Tudo Verdade começa nesta quarta

Festival apresenta 137 filmes em SP e no RJ; outras cidades também ganham incursões da mostra

Por Bruna Veloso Publicado em 26/03/2008, às 13h04 - Atualizado às 22h51

Cena de Joy Division, de Grant Gee (leia entrevista com o diretor mais abaixo)
Divulgação

Começa nesta quarta, 26, o 13º Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade, principal evento do gênero na América do Sul. O Festival acontece simultaneamente no Rio de Janeiro e em São Paulo (na capital paulista, a abertura acontece um dia antes), e passa pelas cidades de Bauru (SP), Caxias (RS), Brasília (GO) e Recife (PE).

A abertura do festival em São Paulo acontece hoje, 26, às 20h30, no Cinesesc. O filme escolhido foi Stranded, do uruguaio Gonzalo Arijón, que narra a história da queda do vôo 571 da Força Aérea do Uruguai na cordilheira dos Andes. Dos 45 passageiros, jogadores de rúgbi, 29 sobreviveram ao acidente, 16 foram resgatados. O episódio marcou a imprensa pela revelação de que os jogadores consumiram carne humana para sobreviver. A fotografia ficou a cargo do uruguaio radicado no Brasil César Charlone, indicado ao Oscar por seu trabalho em Cidade de Deus.

Criado em 1996 pelo crítico Amir Labaki, o festival É Tudo Verdade apresenta neste ano 137 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, todos com sessões gratuitas.

Em entrevista ao site da Rolling Stone, Labaki revelou que, nesta edição, está orgulhoso de exibir Além dos trilhos, de Wang Bing: "Uma maratona de nove horas em quatro partes, que é um mergulho numa China tradicional e decadente que se vê superada pela China autoritária e neocapitalista". E, pelo caráter exclusividade (chance rara de ver um título), avisa que não se deve perder Cidadão Havel, de Pavel Koutecky e Miroslav Janek: "É um perfil irresistível de uma das personalidades culturais e políticas mais fascinantes de nosso tempo".

Esta publicação recomenda e recomendará, dia-a-dia, neste site, o longa Joy Division e outros filmes ligados à música e à cultura pop.

Nesta quinta, será exibido Geração 68 (leia aqui).

Temas, sessões e retrospectivas

As obras estão divididas entre as competições nacional e internacional, e em sessões com temas específicos: Vidas Brasileiras, com cinebiografias de personalidades do país; O Estado das Coisas, na qual os filmes seguem temáticas sociais; Foco Latino-Americano, com obras de países da região; e Horizonte, com documentários experimentais. Há também uma sessão intitulada Projeções Especiais. Dois filmes (Joy Division e Palavras de Conselho - Na Estrada com William S. Burroughs) são exibidos na sessão Round Midnight. Neste ano, os cineastas Michelangelo Antonioni e Ingmar Bergmar, mortos em 30 de julho do ano passado, serão os homenageados.

Duas retrospectivas buscam exibir obras referenciais: a primeira traça um panorama do estilo que serve como tema para o Festival 2008 - o documentário experimental no Brasil. Os 23 títulos, produzidos entre 1929 e 2007, foram escolhidos por Labaki e pelos curadores Carlos Adriano e Bernardo Vorobow. Entre os selecionados, João Moreira Salles com Poesia é Uma ou Duas Linhas e Por Trás Uma Imensa Paisagem, de 1990, chamando atenção para a poetisa Ana Cristina César por meio de seus textos. A segunda apresenta o ciclo internacional 10 Documentários que Mudaram o Mundo, exibido em Londres no ano passado. Na seleção feita pelo crítico Mark Cousins, filmes como Tiros em Columbine, uma das empreitadas do polêmico Michael Moore (cuja edição é condenada por diversos documentaristas).

Prêmios

A competição brasileira oferece ao melhor longa ou média-metragem o maior prêmio dos festivais do país. A equipe responsável por um dos sete filmes escolhidos irá levar para casa o troféu CPFL Energia / É Tudo Verdade "Janela para o Contemporâneo" mais R$100 mil. Na categoria dedicada aos curtas, o vencedor leva R$6 mil em dinheiro. Quinze filmes participam da competição internacional, com prêmio no valor de R$15 mil.

Veja a programação completa no site oficial do festival.

É Tudo Verdade - 13º Festival Internacional de Documentários

São Paulo: 26 de março a 6 de abril

Rio de Janeiro: 27 de março a 06 de abril

Bauru (SP): 10 a 13 de abril

Brasília (GO): 14 a 20 de abril

Recife (PE): 17 a 20 de abril

Caxias do Sul (RS): 24 a 27 abril