E3 2015: testamos os novos jogos de realidade virtual e realidade aumentada

Morpheus, para PlayStation 4, e Hololens são os grandes destaques

Gus Lanzetta Publicado em 19/06/2015, às 16h47 - Atualizado às 19h34

Morpheus, para PlayStation 4
Divulgação

A E3 2015 foi a última edição do evento antes de a nova geração de óculos de realidade virtual chegarem ao mercado, já que a Sony havia anunciado que o Morpheus será lançado na primeira metade de 2016. O Oculus Rift, do Facebook, também estará nas lojas na metade do ano que vem.

E3 2015: retorno do Nintendo World Championships e continuação de Shenmue são destaques da feira.

Na primeira coletiva de imprensa do evento, realizada no último dia 15, o assunto deu as caras: a Microsoft falou das parcerias com Oculus Rift e a Valve (com seu HTC Revive) para levar a tecnologia de realidade virtual aos jogos de Xbox One e Windows 10. A Microsoft também foi a única empresa a mostrar tecnologia de realidade aumentada. Anunciado no início do ano, o Hololens projeta imagens tridimensionais no visor como se estivessem no espaço real ao seu redor. Na ocasião, pudemos ver uma demonstração de Minecraft projetado em uma mesa. Quase como um LEGO mágico do futuro.

Nós testamos também uma apresentação de treinamento de Halo com o Hololens. A tecnologia é impressionante: a projeção é precisa, estável, com cores vivas e contrastadas mesmo em um ambiente iluminado. O único problema é um campo de visão muito limitado. Não é possível, porém, dizer se isso se manterá na versão final do Hololens, que nem tem previsão de lançamento ainda.

E3 2015: saiba o que esperar de jogos como Super Mario Maker e Star Fox Zero.

Já a Sony falou pouco sobre o Morpheus, o óculos de realidade virtual para o PlayStation 4, mas está comprometida com a tecnologia. "O futuro da realidade virtual está garantido. É uma evolução da experiência dos games", disse Anderson Gracias, gerente de PlayStation na Sony Brasil. O furor em volta da tecnologia realmente parece maior e mais justificado do que em torno de elementos como o gamepad com tela do WiiU e as TVs 3D que a Sony tanto tentou vender.

Por mais que seja um pouco preocupante ver poucos jogos para Morpheus com menos de um ano para o aparelho ser lançado, diversas fontes garantem que a Sony está guardando muitos títulos para mostrar na PlayStation Experience, o evento para fãs da marca, que acontece em dezembro, em Las Vegas. Jose Pablo Monge, fundador do estúdio Headless Chickem - o primeiro da América Latina a desenvolver jogos para o Morpheus - diz que seu game, Pause Play Stop, será mostrado no evento da Sony. Sobre a falta de grandes títulos para os óculos de realidade virtual, Monge comenta que, apesar de terem conseguido adaptar código para o Morpheus rapidamente, o caminho é criar experiências totalmente criadas para realidade virtual.

E3 2015: Guitar Hero e Rock Band retornam aos palcos caseiros.

As pequenas demonstrações do Morpheus que testamos foram todas intensas - especialmente a que nos botava em uma cena de terror, presos a uma cadeira, dentro de uma escura cozinha abandonada. Havia também um simulador de cavalo que utilizava uma bicicleta como controle, um jogo multiplayer que botava quatro jogadores com controles contra um com o Morpheus, jogos com detecção de movimento e até uma espécie de Tetris em primeira pessoa. Todas incrivelmente imersivas, como prometido. Realmente uma experiência que parece merecer a definição de "next big thing" do entretenimento, não só nos games.