Eagles e hotel mexicano chegam a acordo envolvendo direitos do nome “Hotel California”

Grupo alega que empresa mexicana queria ter monopólio do uso do nome da clássica canção

Rolling Stone EUA Publicado em 19/01/2018, às 15h59 - Atualizado às 17h11

Galeria - Sequências dispensáveis - Eagles
Reprodução/Site oficial

A banda Eagles conseguiu resolver um processo que abriu no ano passado, impedindo um hotel no México de se chamar Hotel California, mesmo nome da música de sucesso do grupo. De acordo com a agência de notícias Reuters, os donos do hotel retiraram o pedido de marca registrada para o nome.

A decisão de abandonar o processo foi mútua. A banda havia processado a empresa Hotel California Baja LLC, que gerencia o hotel Todos Santos, mas as duas partes decidiram, na última quarta, 17, desistir do processo.

Agências de notícias divulgaram que a decisão coincidiu com o dia em que o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos aceitou o pedido da empresa de hotéis de abandonar a aplicação aberta para a posse do nome.

Segundo alegações da banda, a companhia estava tentando enganar os clientes do hotel a acharem que havia uma ligação juridicamente aceita entre a instalação e a música. Além disso, também os acusaram de fazer uma campanha do hotel para vender itens como camisetas e pôsteres ilustrados com o nome “Hotel California”. Os representantes da empresa negaram a transgressão, e disseram que seria muito improvável que os fãs realmente se confundissem.

De acordo com a reuters, o hotel, que fica na divisa entre os Estados Unidos e o México, há aproximadamente 1,6 mil quilômetros de San Diego, recebeu o nome de Hotel California quando foi inaugurado, em 1950. O nome havia mudado ao longo dos anos, mas quando os canadenses John e Debbie Stewart compraram o empreendimento, em 2001, decidiram restaurar o nome de origem.

A banda, por sua vez, lançou a faixa no álbum também chamado de Hotel California, em 1976. Segundo Don Hanley, que escreveu a letra junto com Glenn Frey e Don Felder, a composição seria um comentário sobre os seus arredores: “Éramos todos jovens de classe média do centro-oeste. ‘Hotel California’ era nossa interpretação da vida em Los Angeles.”