Ed Sheeran é acusado de plagiar 'Shape Of You' e "roubar" material de outros artistas

O processo alega que o britânico se apropria de trabalhos de diversos músicos

Redação Publicado em 26/08/2019, às 17h21

None
Ed Sheeran (Foto: Ben Birchall/AP)

Um novo processo foi aberto contra o cantor britânico Ed Sheeran. O compositor Sam Chokri acusou o músico de “apossar-se consciente ou inconscientemente” do trabalho de outros artistas, segundo relatado pelo jornal britânico Daily Mail.

Na ação, Chokri alega que uma das músicas do britânico é fruto de "material roubado" de suas composições e ainda, afirma que o cantor também plagiou faixas de outros artistas como TLC, Shaggy e Jasmine Rae.

O compositor incrimina o músico de ter copiado o refrão de "Oh Why", escrita em 2015, para usar em "Shape of You", lançada em 2017. No entanto, Sheeran negou qualquer irregularidade e diz que a canção é totalmente autoral.

+++LEIA MAIS: Ed Sheeran supera U2 e tem turnê mais lucrativa da história

Até o caso ser sentenciado, o juiz responsável pelo processo bloqueou o repasse dos direitos autorais. Em resposta, Sheeran entrou com uma ação para a liberação dos lucros. Além disso, o cantor britânico abriu um processo contra Chokri por ter a reputação prejudicada com a acusação de plágio.

Anteriormente, em 2016, os herdeiros de Ed Townsend processaram Sheeran, alegando que a música "Thinking Out Loud", de 2014, pegou a maior parte da harmonia e ritmo de "Let’s Get It On", canção de Marvin Gaye lançada em 1973 e co-escrita por Townsend

O caso deve ser julgado apenas em 2020, porque um juiz de Manhattan cancelou o julgamento marcado para setembro, dizendo que quer esperar a resolução do processo de plágio em "Stairway to Heaven" do Led Zeppelin

+++LEIA MAIS: Daniel Craig escolhe Ed Sheeran para a música-tema do novo filme do James Bond

Os dois casos não são os únicos na carreira do cantor, Ed Sheeran esteve envolvido em outro processo em 2017 e declarado culpado. O artista pagou uma multa de US$ 20 milhões pela faixa "Photograph".

Em meio aos processos, o rapper Wiley qualificou o britânico como um "abutre da cultura". O músico rotulou Sheeran como um caçador de influências e ainda, acusou-o de fazer amizades na indústria fonográfica em busca da popularidade. 

+++ De Djonga a Metallica: Scalene escolhe os melhores de todos os tempos