Eddie Van Halen do início ao fim: do glamour dos anos 1980 à brava luta contra o câncer

O lendário artista morreu nesta terça, 6 de outubro, aos 65 anos

Redação Publicado em 06/10/2020, às 17h59

None
Eddie Van Halen (Foto: Rick Scuteri/AP)

O lendário Eddie Van Halen morreu nesta terça, 6 de outubro, aos 65 anos, devido a um câncer. Wolfgang Van Halen, o filho do músico, confirmou a notícias nas redes sociais. 

"Eu não acredito que estou escrevendo isso, mas o meu pai, Edward Lodewijk Van Halen, perdeu a longa e dura batalha contra o câncer nesta manhã. Ele foi o melhor pai que eu um dia poderia imaginar. Todos os momentos que compartilhei ao lado dele em cima e fora dos palcos foi um presente. Meu coração está despedaçado e eu não acredito que um dia conseguirei me recuperar desta perda. Eu amo você muito, papai", declarou Wolfgang.

Edward Lodewijk Van Halen, nome de batismo do icônico artista, nasceu na Holanda em 1955. Quando criança, se mudou com a família, em 1962, para a Califórnia, nos Estados Unidos. Na infância e adolescência, ele aprendeu a tocar guitarra e guitarra elétrica ao ouvir e ver outros artistas se apresentarem.

Ainda no colégio, formou a The Broken Combs, com o irmão Alex Van Halen e mais três colegas. Com as performances realizadas nos intervalos entre as aulas, foi nesse período que Eddie percebeu como queria virar um músico profissional.

Em 1972, Eddie e Alex criaram outro grupo - que em 1974 começaria a ser reconhecido com o nome Van Halen. Ao iniciarem a carreira tocando em clubes renomados, a Warner Bros. logo propôs um contrato de gravação com a banda.

Ao lado do vocalista David Lee Roth e do baixista Michael Anthony, os irmãos lançaram o disco de estreia Van Halen (1978). O álbum conquistou a 19ª posição na Billboard, e foi considerado uma das estreias de maior sucesso comercial do rock.

No começo dos anos 1980, a banda já tinha se consagrado como uma das bandas de rock de maior sucesso da época. Ao longo dos mais de 40 anos de atuação - e muitos desentendimentos entre os integrantes, bem como hiatus -, o Van Halen lançou 12 discos de estúdio, conseguiu diversos prêmios em cerimônias importantes, como o Grammy, e entrou para o Hall da Fama do Rock em 2007.

Pelo trabalho na banda, Eddie Van Halen foi elogiado pelo talento e habilidade na guitarra elétrica. Nos shows do grupo, o músico conquistou a plateia com a energia caótica e os solos impecáveis.

Sempre incansável, o lendário artista é considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos do rock. Em 2012, ocupou a primeira posição em uma enquete entre leitores da revista Guitar World como o melhor guitarrista da história. E, pela revista especializada Rolling Stone EUA, foi eleito como o oitavo melhor.

Fora do Van Halen, Eddie não deixou de brilhar. Ele já trabalhou com alguns dos maiores artistas da história da música, como Gene Simmons - do Kiss -, Michael Jackson, Brian May, Black Sabbath e Roger Waters.

Em 2001, Eddie foi diagnosticado com câncer. Com o tratamento realizado desde essa época, foi anunciado em 2019 que a doença teve reincidência na região da garganta e língua do guitarrista. 

Em uma entrevista de 2008 para a Guitar WorldEddie comentou sobre o futuro do Van Halen: "Eu estarei fazendo música até o dia que eu morrer. Já fiz todos os tipos de coisas e muito mais está por vir. Não posso dizer exatamente quando agora. Wolfgang está no 12º ano e precisa se formar primeiro. Depois, vou me casar em junho. Vamos surgir depois disso".

Durante a brava luta contra o câncer, e de novo ao lado do Van Halen, Eddie realizou a última turnê com a banda que criou em 2015. Intitulada Van Halen 2015 North American Tour, a turnê passou por 39 cidades e garantiu 41 shows. Nas apresentações, Eddie brilhou, revelou toda a versatilidade e habilidade na música, e a eletrizante conexão com o público, que seguiu fielmente o artista por quase cinco décadas.

O lendário Eddie Van Halen faleceu, mas a história do guitarrista que moldou aspectos do rock e remodelou os entendimentos de guitarra vai sempre ressoar na música e nas gerações que vierem.


+++ TERNO REI: ‘ANTES DE LANÇAR, VOCÊ NUNCA SABE SE É BOM OU RUIM’ | ROLLING STONE