Editora dos filmes de Quentin Tarantino é encontrada morta

Polícia norte-americana encontrou o corpo de Sally Menke em parque localizado em Los Angeles

Da redação Publicado em 28/09/2010, às 16h40

Sally Menke, editora dos filmes de Quentin Tarantino, é encontrada morta em Los Angeles
AP

Sally Menke, editora de diversos filmes de Quentin Tarantino, foi encontrada morta nesta terça, 28, em Los Angeles. A informação é do site da CNN.

Segundo um porta-voz da polícia, os oficiais encontraram o corpo de Sally no Griffith Park, após uma busca durante a madrugada com o auxílio de cães de caça e helicópteros. Aparentemente, a editora, que tinha 57 anos, estava passeando com uma amiga quando ambas se separaram. Não conseguindo localizar Menke, a amiga chamou a polícia no final do dia para pedir socorro.

De acordo com a CNN, na segunda, 27, os termômetros em Los Angeles marcavam cerca de 45ºC, sendo considerado o dia mais quente na cidade desde que a National Weather Service começou a registrar a temperatura, há 133 anos. O porta-voz do médico legista disse, no entanto, que o clima pode não ter sido o único fator da morte de Sally Menke. O resultado da autópsia determinará se ela possuía algum problema de saúde que teria contribuído para sua morte.

Sally Menke editou grandes filmes de Tarantino, entre eles Bastardos Inglórios, de 2009, pelo qual recebeu uma indicação ao Oscar. Ela também foi indicada à estatueta pela edição de Pulp Fiction, de 1994. Além destes, Sally editou À Prova de Morte (2007), os dois volumes de Kill Bill (2003 e 2004) e Cães de Aluguel (1992).