“Ele era uma contradição”, diz diretor do documentário sobre Kurt Cobain

Brett Morgen, de Crossfire Hurricane, sobre os Rolling Stones, trabalha em filme sobre o líder do Nirvana há cinco anos

Redação Publicado em 04/01/2013, às 14h37 - Atualizado às 15h09

Kurt Cobain
AP

Brett Morgen, que prepara um documentário sobre Kurt Cobain há cinco anos, falou sobre a personalidade complexa do líder do Nirvana em entrevista ao semanário musical NME. Ao definir o músico, o diretor disse que ele se tratava de uma "contradição". A declaração se assemelha ao que Charles R. Cross, autor da biografia definitiva do músico, Mais Pesado que o Céu, disse em fevereiro do ano passado à Rolling Stone Brasil. Leia a entrevista aqui.

"Se você parar para pensar sobre Kurt, ele é uma contradição. Ele poderia ser sincero e sentimental, mas também irônico e sarcástico. Ele era doce e amargo", disse Morgen, que recentemente lançou o Crossfire Hurricane, filme que conta a história dos Rolling Stones do início até 1981. "Ele era incrivelmente engraçado também. E o filme precisa refletir esse espírito."

Ainda sobre o documentário, Morgen tem a pretenção de que ele se equipare ao clássico The Wall, animação baseada em disco homônimo do Pink Floyd. "Nós pretendemos que o filme de Cobain, que esperamos que seja lançado em 2014, seja o The Wall desta geração – uma mistura de animação e live action que irá permitir ao público perceber Kurt de uma maneira nunca vista. É muito ambicioso."

Para a animação, o diretor diz que contará com revistas em quadrinhos, pinturas e filmes em Super8 feitos por Kurt. "Uma coisa que as pessoas talvez não saibam muito é que ele também era um artista visual incrível."