Ellen DeGeneres faz tributo comovente a Carrie Fisher

“Ela me fazia rir muito. Ela era inteligente. Ela era engraçada”, disse a apresentadora sobre a atriz

Rolling Stone EUA Publicado em 05/01/2017, às 15h10 - Atualizado às 15h45

Carrie Fisher no programa de Ellen DeGeneres

Ver Galeria
(2 imagens)

Na última quarta-feira, 26, Ellen DeGeneres prestou uma comovente homenagem a Carrie Fisher. A atriz, que morreu na terça, 27 de dezembro, quatro dias após sofrer um ataque cardíaco em um voo que ia de Londres a Los Angeles, era amiga da apresentadora, tendo aparecido algumas vezes no programa dela The Ellen DeGeneres Show.

LEIA TAMBÉM

Relembre a vida de Carrie Fisher em fotos

Em entrevista recente, Carrie falou sobre como encarava a morte

Assista a Carrie fazendo o teste para o papel de Princesa Leia

“Eu a conhecia há algum tempo. Ela apareceu no meu programa muitas vezes, sendo que a última foi só um mês atrás”, disse Ellen. “Eu amava quando ela aparecia por aqui. Ela me fazia rir muito. Ela era engraçada. Ela era divertida. Ela tinha honestidade hilária sobre si mesma e sobre o mundo ao seu redor.”

“Eu sinto sua falta. Eu te amo”, completou a apresentadora. Carrie e a mãe dela, a atriz Debbie Reynolds (que morreu um dia após a filha) serão enterradas juntas no Hollywood Hills’ Forest Lawn Memorial Park nesta quinta-feira, 5.

Assista abaixo à homenagem de Ellen DeGeneres a Carrie Fisher.

Kim Burrell

No programa desta quinta, Ellen cancelou a apresentação da cantora gospel Kim Burrell, que apareceria para promover a canção “I See a Victory”, gravada em parceria com Pharrell Williams. O motivo, segundo a apresentadora, foi um vídeo divulgado no início da semana no qual Kim faz um sermão homofóbico em uma igreja.

“Ela fez uma declaração em que disse algumas coisas não muito agradáveis sobre os homossexuais. Achei, então, que não seria legal da minha parte receber alguém que disse coisas desse tipo sobre alguém como eu”, explicou a apresentadora em um clipe do mais recente episódio do The Ellen DeGeneres Show.

No entanto, Ellen recebeu Pharrell, que novamente fez questão de ressaltar não ter qualquer envolvimento com o comportamento preconceituoso de Kim – assim como fez anteriormente na conta dele no Instagram, logo após o vídeo da cantora gospel ter sido divulgado e se tornado um viral na internet. “Não há espaço para qualquer tipo de preconceito em 2017”, ele disse no programa.

“[Kim] é uma cantora fantástica”, continuou o músico. “Eu amo ela, da mesma forma que amo todo mundo. Todos nós precisamos saber lidar com as diferenças das outras pessoas e entender melhor que este é um mundo grande, lindo e colorido, que só pode funcionar por meio da inclusão e da empatia. Viva e deixe viver, ame e deixe amar”, concluiu o cantor na ocasião.