Elton John diz que Jesus Cristo aprovaria o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Músico também planeja ter um encontro com o presidente russo Vladimir Putin para debater a homofobia no país

Rolling Stone EUA Publicado em 29/06/2014, às 16h41 - Atualizado em 01/07/2014, às 10h49

Elton John
Divulgação

Enquanto planeja o matrimônio com o companheiro de longa data David Furnish, Elton John diz que o próprio Jesus Cristo aprovaria o casamento entre pessoas do mesmo sexo – inclusive a união entre padres homossexuais.

Veja como foi a passagem de Elton John por São Paulo em 2013.

“Jesus Cristo foi um grande homem. Eu não consigo imaginá-lo dizendo que o casamento entre pessoas de mesmo sexo não pode acontecer. Caso ele fosse vivo nos dias de hoje, tenho certeza de que não seria contra”, disse John, em uma entrevista à Sky News. “Ele pregava sobre o amor, a compaixão, o perdão e a união entre as pessoas. É isso que a igreja deveria fazer também”.

Com Wagner Moura, Praia do Futuro expõe relações humanas em uma história de reinvenção.

A questão surgiu quando John dizia que vê como “sinais de esperança” na nomeação de Justin Welby como Arcebispo da Cantuária. Para o cantor, contudo, a igreja ainda está extremamente atrasada em relação ao tema. Elton John usou como exemplo o fato de a igreja britânica recusar o casamento gay de integrantes do clérigo e criticou o celibato obrigatório na igreja católica. “São coisas antigas e burras”, diz ele.

Linha de camisetas de Sergio K para a Copa do Mundo é acusada de homofobia.

O músico também disse que enquanto está “vivendo no luxo” no Reino Unido, com seus “direitos humanos intactos”, está comprometido a lutar para que as pessoas ao redor do mundo tenham os mesmos direitos. “Globalmente, nós parecemos estar regredindo nos últimos 18 meses, em algumas áreas”, continuou.

Disco clássico de Elton John ganha covers de Ed Sheeran, Fall Out Boy, entre outros.

Como parte da batalha, John afirma que planeja se encontrar com o presidente russo Vladimir Putin em uma próxima visita ao país, onde o cantor diz existir “uma perversa homofobia” legitimada pelo governo. “Vou à Rússia em novembro e tentarei me encontrar com Putin para conversarmos. Eu não sei o que pode acontecer, mas é necessário construir uma ponte – e não uma parede, não posso dizer que não quero falar com esse tipo de pessoa. A única coisa que resolve os conflitos é a conversa.”

Elton John e Lady Gaga estão entre os indicados ao prêmio GLAAD Media, que celebra a retratação correta de homossexuais na mídia.