Elton John diz que quase morreu por causa de apendicite

“Tenho sorte de estar vivo”, disse ele, que confundiu a dor com um caso de intoxicação alimentar

Redação Publicado em 10/07/2013, às 10h50 - Atualizado em 11/07/2013, às 16h41

Chatices de roqueiro: Elton John
AP

Elton John disse ao jornal The Sun que quase morreu por causa da apendicite que o fez adiar sua turnê na Europa.

Entrevista RS: em conversa reveladora, o músico fala sobre ser pai, discute o preconceito e recorda as décadas de 70 e 80.

O músico de 66 anos declarou que “tem sorte de estar vivo”. Ele deixou o palco com muita dor na última sexta, 5, e exames mostraram um caso quase fatal da doença. John estava certo de que a dor que estava sentindo era resultado de uma intoxicação alimentar e se esforçou para cumprir a agenda de shows.

“Era uma bomba relógio. Acho que poderia ter morrido a qualquer momento”, disse ele, que só volta a trabalhar em setembro. “Estou me sentindo muito sortudo e agradecido de estar vivo. Fiz nove shows e o Baile de Verão White Tie and Tiara agonizando.”

“Sir Elton está passando por tratamento intensivo de antibióticos e deve passar por cirurgia no Reino Unido nas próximas semanas, assim que os médicos estiverem seguros de que ele tem toxinas em número suficientemente reduzido na região do apêndice inflamado”, informou o comunicado oficial do cancelamento.

Além da turnê, Elton John trabalhava também em um novo disco, The Diving Board. Ele recentemente participou como colaborador de ...Like Clockwork, do Queens of the Stone Age, e de trabalho do Fall Out Boy.