Elton John, Liam Gallagher e Ed Sheeran criticam acordo do Brexit que impede músicos de viajarem à Europa sem visto

Benefício seria usado enquanto músicos estivessem em turnê

Redação Publicado em 20/01/2021, às 08h57

None
Elton John (Foto: Greg Allen/Invision/AP), Liam Gallagher (Foto: Ennio Leanza/Keystone/AP) e Ed Sheeran (Foto: Reprodução/ AP Photos)

Em uma carta aberta publicada no The Times, mais de 100 músicos falaram sobre se sentirem "vergonhosamente fracassados" pelo acordo comercial pós-Brexit do governo britânico. Nomes como Elton John, Liam Gallagher e Ed Sheeran criticaram o trato, o qual impede músicos de viajar à Europa sem visto durante turnê. A informação é do NME.

O documento, também assinado por músicos como Brian May e Roger Waters, incentivou os representantes do Reino Unido a "fazer urgentemente o que disse que faria e negociar viagens sem papelada na Europa para artistas britânicos e equipamentos."

+++LEIA MAIS: Heavy metal: Site elege melhores músicas de cada ano desde década de 1970

De acordo com o site, os músicos também alertaram um "buraco aberto" onde antes existia livre circulação, eles argumentam que o custo das licenças e outros regulamentos deixarão "muitas turnês inviáveis, especialmente para jovens músicos emergentes que já lutam para manter a cabeça acima da água devido à proibição de música ao vivo por conta da pandemia de Covid-19."

Na semana passada, aconteceu uma briga após Oliver Dowden, secretário de Cultura do país, acusar a União Europeia de ser a culpada por não permitir viagens com isenção de visto para artistas, enquanto relatos falavam sobre uma proposta "padrão" que isentaria artistas da necessidade de visto para entrar em países da UE para viagens com menos de 90 dias, a qual foi recusada pelo governo do Reino Unido.

+++LEIA MAIS: Dave Grohl diz que nova música do Foo Fighters é homenagem a Lemmy Kilmister

Mescmo com a indignação de diversos artistas e executivos da indústria da música pedindo ao governo para "levar isso a sério e consertar", os ministros rejeitaram a ideia, e insistiram que "retomar o controle" das fronteiras é a prioridade e as negociações só seriam retomadas se Bruxelas "mudar de ideia." Esses comentários vieram da parlamentar CarolineDinenage.

"Isso simplesmente não é compatível com nosso compromisso manifesto de retomar o controle de nossas fronteiras", continuou ela. Dinenage também revelou que todos os detalhes das negociações fracassadas seriam publicados e reafirmou sobre trabalhar com outras nações europeias "para encontrar maneiras de tornar a vida mais fácil" para músicos.


+++ PÉRICLES | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes