Elvis Presley detestaria selfies, mas amaria tecnologia, imagina viúva Priscilla

"As redes sociais nunca seriam algo que ele gostaria", diz Priscilla Presley, casada com Elvis de 1967 a 1973

Redação Publicado em 30/12/2019, às 11h20

None
Elvis Presley morreu em 1977 (Foto: NBC)

Priscilla Presley, viúva de Elvis Presley, imaginou como seria o Rei lidaria com o mundo contemporâneo, com celulares e música por streaming. Em entrevista ao programa de rádio Heart 70s, ela disse se estivesse vivo, aos 83 anos, Elvis seguiria fazendo música, atuando em filmes e ficaria fascinado com a nova tecnologia.

+++ ANÁLISE: os 50 anos da reinvenção de Elvis Presley na TV dos EUA

Priscilla imagina, contudo, que Elvis não se importaria com redes sociais e não seria simpático aos pedidos de selfies.

+++ LISTA: 7 músicas sobre 'rock and roll' antes mesmo da existência do 'rock and roll'

Para ela, casada com Elvis de 1967 a 1973, ele realmente valorizava a própria privacidade. "A gente não documentava a nossa vida, a gente a vivia! Ele era muito privativo. Redes sociais realmente não seriam algo que ele gostaria. Ele amava a privacidade dele."

+++ Beatles não souberam o que dizer a Elvis Presley quando o encontraram: ‘Silêncio constrangedor’

Quando vivo, lembra Priscilla, Elvis não gostava de fotografias: "Ele era bem severo com qualquer um que estivesse com uma câmera. Ele não gostava de ser fotografado. As fotos que tiramos eram de família, isso não incomodava."

+++LEIA MAIS: Qual disco dos Beatles é o favorito de John, Paul, George e Ringo?