Elvis Presley tinha medo de ser esquecido após a morte, revelou ex-esposa Priscilla

O astro morreu há mais de 40 anos, em 16 de agosto de 1977

Redação Publicado em 22/01/2020, às 16h05 - Atualizado às 16h54

None
Elvis Presley morreu em 1977 (Foto: NBC)

Após mais de 40 anos da morte de Elvis Presley, o Rei do Rock continua mais famoso do que nunca. No entanto, segundo Priscilla Presley, o maior medo do astro era justamente ser esquecido depois de morrer.

+++LEIA MAIS: Netas de Elvis Presley foram proibidas de participar de evento que celebra o avô

Em 2012, em entrevista para a TV, a ex-esposa de Elvis relembrou as dúvidas do astro: "Ele dizia que não sabia se desistia de cantar ou se queria a aposentadoria, ele sentia que as pessoas esqueceriam dele".

Apesar do sucesso na década de 1950, com o passar dos anos a popularidade do astro diminuiu. Nos anos de 1970, nenhum lançamento do músico alcançou o Top 50 - o que fez Elvis não se sentir mais relevante.

+++ LEIA MAIS: Beatles não souberam o que dizer a Elvis Presley quando o encontraram: ‘Silêncio constrangedor’

Segundo Priscilla Presley, os últimos meses do astro foram cercados por dúvidas e medos:  "Isso mostra onde ele estava emocionalmente...onde ele pensava que a carreira dele estava".

A ex-esposa do músico continuou, relembrando o que achavam que aconteceria após a morte do astro: "Me contaram que Elvis morreu e seria esquecido nos próximos anos... vida que segue. Graças a Deus não escutei nenhuma dessas pessoas".

+++ ANÁLISE: os 50 anos da reinvenção de Elvis Presley na TV dos EUA


+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL