Pulse

Há 55 anos, A Hard Day's Night, dos Beatles, reinventava o grupo como os populares Reis do Iê-Iê-Iê

Terceiro disco do Fab Four, primeiro com autoria exclusiva, A Hard Day's Night mudou a música pop

Redação Publicado em 10/07/2019, às 20h21

None
Cena de A Hard Day's Night (Foto: Divulgação)

“Se você precisasse explicar o impacto dos Beatles na [música pop] para um estranho, você mostraria a trilha de A Hard Day's Night. As músicas, nascidas em um quarto de hotel em duas semanas, eram cheias de ousadia e velocidade. Tinha aventura, reconhecimento, amor e charme abundante”, disse Bob Stanley em seu livro Yeah! Yeah! Yeah!: The Story of Pop Music (2013).

E foi exatamente isso. A Hard Day's Night, terceiro disco dos Beatles, chegou às lojas  britânicas no dia 10 de julho de 1964 - exatos 55 anos atrás-  e reapresentava o estilo musical do quarteto em um modelo misturado de rock e pop - algo visto pela crítica da época como ousado e sofisticado - e, como manda um bom disco da banda, inovador e influente. Influente, inclusive, a ponto de moldar um novo aspecto da música pop com suas guitarras alegres, camadas sobrepostas de vocais e refrões chiclete. 

+++ LEIA MAIS: O fim dos Beatles: como caprichos e raiva destruíram a maior banda de todos os tempos

O álbum também consagrou um aspecto da banda que depois só seria fortificado: o talento para criar letras. Foi a primeira vez em que todas as canções de um disco dos Beatles eram de autoria dos integrantes, embora apenasPaul McCartney e John Lennon fizessem parte disso. Das 13 faixas totais, nove foram escritas por Lennon e tiveram seu vocal como principal. "I'm Happy Just to Dance with You” foi escrita pelos dois músicos, e McCartney assumiu a composição de alguns dos principais sucessos do disco: "And I Love Her", "Can't Buy Me Love", e "Things We Said Today.”

+++ LEIA MAIS: Monopólio de Paul McCartney e John Lennon em composições dos Beatles motivou saída de George Harrison 

A Hard Day's Night, o disco, foi lançado em conjunto com o filme homônimo. A versão britânica do álbum tinha no Lado A a trilha sonora, e no Lado B músicas compostas para o longa, mas que não entraram na edição final.  Aqui no Brasil, o trabalho recebeu o “título apelido” dos Beatles: Os Reis do Iê-Iê-Iê, em alusão ao single “She Loves You”, e uma capa com borda vermelha no lugar do azul original - além de só ter sido lançado em 1965, sete meses depois da estreia. 

Composto em uma época em que os Beatles ainda engatinhavam na música - e não tinham tanto drama criativo correndo nos alicerces da banda - A Hard Day's Nighté um dos principais pontos-chave da carreira da banda, e essencial para quem quer conhecer a beatlemania e a influência do grupo na música mundial. Faz parte, ainda, da lista de 500 Melhores Discos da Rolling Stone(ocupando o 307º lugar), e entrou para os 1001 Álbuns Para Ouvir Antes de Morrer, de Robert Dimery.

+++ LEIA MAIS: Yesterday: o que nunca teria existido em um mundo sem Os Beatles? 

Relembre todas as canções de A Hard Day's Night: 

LADO A

  1. "A Hard Day's Night"
  2. "I Should Have Known Better"
  3. "If I Fell"
  4. "I'm Happy Just to Dance with You"
  5. "And I Love Her"
  6. "Tell Me Why"
  7. "Can't Buy Me Love"

LADO B

  1. "Any Time at All"
  2. "I'll Cry Instead"
  3. "Things We Said Today"
  4. "When I Get Home
  5. "You Can't Do That"
  6. "I'll Be Back" 

+++ SESSION ROLLING STONE: Cynthia Luz acredita no amor puro com "Não Sou Sem Nós"