Em encontro com Dilma Rousseff, Bono lamenta tragédia em escola no Rio de Janeiro

"É um dia muito triste para o Brasil", afirmou o vocalista do U2; banda irlandesa esteve em Brasília nesta sexta, 8

Brasília, BR Press Publicado em 08/04/2011, às 15h17

Presidente Dilma Rousseff recebeu o U2 em Brasília nesta sexta, 8

Ver Galeria
(5 imagens)

(Brasília, BR Press) - Ao se encontrar com a presidente Dilma Rousseff nesta sexta, 8, no Palácio da Alvorada, Bono, vocalista da banda U2 - que está no Brasil para shows da turnê 360° -, lamentou a tragédia ocorrida na última quinta, 7, na Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, quando um atirador matou 12 adolescentes. "É um dia muito triste para o Brasil", afirmou.

Bono falou à presidente que quer conhecer o programa brasileiro de combate à pobreza e afirmou que todo governante deveria eleger esse tema como prioridade. O cantor também conversou com Dilma sobre ações de combate à Aids, um dos pontos de atuação da ONE, instituição criada por ele em 2007 - a organização desenvolve ações de ajuda humanitária, com forte atuação na África.

O cantor foi à Brasília acompanhado dos demais integrantes da banda. O ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci, e a ministra da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas, também participaram do encontro. O U2 chegou ao local pouco antes de 12h30, acenando para um grupo de fãs que aguardava na portaria. Cerca de 50 pessoas estavam no local. A banda irlandesa segue para São Paulo, onde se apresenta nos dias 9, 10 e 13 de abril, com ingressos esgotados.