Na Alemanha, Bono elogia iniciativa do vice-presidente norte-americano, Mike Pence

“Duas vezes no congresso você defendeu o combate à aids na África. Damos valor a isso”, disse o vocalista do U2 em encontro na Conferência de Segurança de Munique

Rolling Stone EUA Publicado em 20/02/2017, às 11h17 - Atualizado às 11h35

Bono na Conferência de Segurança de Munique
ASSOCIATED PRESS

Bono, vocalista do U2, e Mike Pence, vice-presidente dos Estados Unidos, fizeram uma rápida reunião durante a Conferência de Segurança de Munique. No encontro, o músico agradeceu ao apoio que o político deu no passado ao combate à aids na África.

Os dois conversaram após o discurso de Pence na conferência. Bono pontuou que Pence, quando foi eleito ao congresso norte-americano pelo estado de Indiana, ajudou a aprovar o President's Emergency Plan for AIDS Relief (PEPFAR), em 2003, e a renová-lo em 2008.

“Duas vezes você defendeu isso no congresso. É assim que o conhecemos, e realmente damos valor a isso”, disse Bono. Pence respondeu: “Foi uma realização histórica e extraordinária e você teve um papel de liderança ao levar esse projeto adiante”.

Bono brincou dizendo que Pence é o “segundo homem de negócios mais ocupado dos Estados Unidos”.

Em dezembro de 2015, o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush enalteceu o trabalho de Bono, que ajudou a estabelecer o PEPFAR e a melhorar as instalações hospitalares na África.

LEIA TAMBÉM

O Senhor dos Perdedores: a vitória de Donald Trump representa a agonia da classe média norte-americana, que agora se vê como a “nova minoria”. E o que isso representa para o mundo?

Logo após a reunião, Pence tuitou: “Gostei de conversar com Bono na @MunSecConf. Debatemos os esforços para aprovar, duas vezes, a ajuda à África no combate à aids e o futuro da segurança em países em desenvolvimento”.

Na sexta, 17, Bono fez um discurso na Conferência de Segurança de Munique, no qual afirmou que a educação, o emprego e o fortalecimento de países de terceiro mundo podem prevenir o extremismo. “Não vejo um curso de água largo o bastante nem um muro alto o bastante para fazer com que esses problemas fiquem distantes de nós”, disse.